Carioca: Em 'teste final', jovens do Flamengo desafiam campanha 100% do Fluminense

Ambos os times fecharam a terceira rodada da Taça Guanabara na liderança dos seus grupos

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 29 - Únicos times grandes ainda invictos na Taça Guanabara após a disputa de três rodadas, Flamengo e Fluminense se enfrentam nesta quarta-feira, às 20h30, no Maracanã, com a busca pela classificação às semifinais em mente, mas sob perspectivas bem diferentes. Afinal, enquanto o clássico é um teste final para os jovens rubro-negros, a equipe tricolor busca se consolidar e ampliar o início de temporada sem tropeços.

Ambos os times fecharam a terceira rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca na liderança dos seus grupos, com o Flamengo tendo somado sete pontos no A, enquanto o Fluminense está com nove no B. E, dependendo de uma combinação de resultados, o time da Gávea pode até se garantir antecipadamente nas semifinais.

MENGÃO
Mas mais do que buscar a classificação, o clássico desta quarta-feira será um importante "teste final" para os jovens que estão sendo usados pelo Flamengo neste início de temporada em busca de espaço no estrelado elenco de Jorge Jesus para a temporada. Afinal, os jogadores do grupo principal vão estrear em 2020 no próximo compromisso do time, segunda-feira, diante do Resende, pela quinta rodada.

Com a participação no Mundial de Clubes, os principais jogadores do Flamengo só retornaram das férias no início desta semana. E a responsabilidade de encarar o Fluminense será ainda dos jovens, que vem se saindo bem, com um empate contra o Macaé e vitórias sobre Vasco e Volta Redonda.

O clássico com o Fluminense será o principal teste para os comandados de Maurício Souza - Jorge Jesus vai apenas observar o clássico - porque o Vasco também não usou os titulares na semana passada.

E ele deverá estar atento a alguns deles, como Matheusinho, visto como potencial reserva imediato do lateral-direito Rafinha, ainda mais após a saída de Rodinei, que se transferiu ao Internacional. Já no setor ofensivo, Yuri César e Lázaro são alguns nomes que sonham ser aproveitados por Jesus em 2020.

"A formação do Flamengo é muito boa. Felizmente tem jogadores com muito talento, temos que tentar ajudar a desenvolver esse talento. Vamos com uma equipe profissional, a primeira equipe, vamos chamar dois ou três para fazer parte desse ano todo".

Mesmo cheio de jovens e reservas, a equipe do Flamengo sofreu uma baixa para o clássico, pois Vitor Gabriel está sendo negociado com o Braga. Com isso, a sua vaga será ocupada por Rodrigo Muniz, que inclusive marcou um dos gols do triunfo de sábado sobre o Volta Redonda.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
FLUZÃO
No Fluminense, a pressão da obrigação - ainda que rejeitada por jogadores e comissão técnica - de superar um rival escalado basicamente com jovens das divisões de base convive com o bom começo de temporada e de trabalho do técnico Odair Hellmann. São três vitórias, com 100% de aproveitamento, e oito gols marcados.

O time ainda segue cheio de desfalques, seja por convocações para a seleção olímpica, problemas físicos ou a necessidade de regularizar reforços, mas a boa atuação na goleada por 5 a 1 sobre o Bangu, no último domingo, empolgou o torcedor e deu mais opções para Odair, especialmente o jovem Miguel, que, ainda assim, deve figurar entre os reservas.

De qualquer forma, poderá ser acionado a qualquer momento, colocando pressão sobre o, por enquanto, titular Felippe Cardoso.

"É um jogador de muito futuro, mas acho que tem que levar em conta que é menino ainda em formação", afirmou Muriel, pedindo calma com Miguel, de apenas 16 anos.

Alguns estreantes, como o volante Henrique e o lateral Egídio, se destacaram e serão mantidos no time. E jogadores poupados na goleada, como Hudson e Nenê, devem voltar ao Fluminense. Já Muriel disputará o seu segundo jogo após se recuperar de lesão e destacou o peso do duelo.

Hellmann, porém, continua sem Ganso, em trabalho de recondicionamento físico, Yuri, que lesionou no jogo de estreia, além dos ainda contundidos Marcos Paulo, Evanilson e Caio Paulista.

"Em se tratando de clássico, não está escrito time A, time B, Sub-20. É Fla-Flu. Nós representamos o Fluminense, um grande time, e sempre entraremos com a responsabilidade de vencer. Se eles estivessem com time titular, não seria diferente. Vamos entrar com força total", afirmou o goleiro Muriel.