Guarani 3 x 1 CRB - Será que o problema era o treinador?

O Bugre venceu sob olhares de Felipe Conceição, contratado para substituir Ricardo Catalá

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 10 (AFI) - Sob olhares do técnico Felipe Conceição, que acompanhou o jogo nas arquibancadas do Brinco de Ouro da Princesa, o Guarani voltou a vencer no Brasileiro da Série B ao bater o CRB, por 3 a 1, na tarde deste sábado, pela 15ª rodada do campeonato

Comandado interinamente por Sérgio Baresi, o Guarani venceu a primeira em casa na Série B e encerrou um jejum de seis jogos, mas não deixou a zona de rebaixamento, onde está com 14 pontos. Já o CRB estacionou nos 20 e é o nono colocado.
______________________________________________________________________________________________________

RÁDIO FI AO VIVO

RÁDIO FI acompanhando o GUARANI
RÁDIO FI acompanhando o GUARANI


A partida foi transmitida pela Rádio Futebol Interior, com narração de Gustavo Marques, comentários de Tiago Caetano, reportagem de Levi Junior e apresentação de Claudinei Corsi.

_______________________________________________________________________________________________________

VEJA OS GOLS DA VITÓRIA DO GUARANI

BUGRÃO COMEÇA COM TUDO
O Guarani começou com tudo e abriu o placar logo aos cinco minutos. Júnior Todinho bateu cruzado e Lucas Crispim aproveitou a desatenção da zaga do CRB para completar de carrinho. Mesmo em vantagem, o Bugre seguia pressionando o Galo.

Aos 15, Lucas Mendes foi desarmardo por Waguininho, que invadiu a área e bateu por cima. Dois minutos depois, Pablo cruzou, a zaga do CRB ficou parada e Waguininho completou de peixinho, ampliando para o Guarani.

Guarani desencantou no Brinco de Ouro. Foto: Daniel Oliveira - GFC
Guarani desencantou no Brinco de Ouro. Foto: Daniel Oliveira - GFC

GALO ACORDA
Mas o CRB voltou ao jogo quando David errou na saída de bola e Diego Torres acertou um lindo chute no ângulo de Gabriel Mesquita.

O Bugre sentiu demais e passou a ser dominado pelo Galo, que criava chance atrás de chance.

Aos 30, Calazans chutou, o goleiro bugrino rebateu e Diego Torres cabeceou, mas, com as pontas dos dedos, Mesquita desviou para escanteio. Na sequência, Calazans levou perigo em finalização de fora da área.

FECHOU O CAIXÃO
O segundo tempo no Brinco de Ouro da Princesa começou bastante truncado. Waguininho recebeu grande lançamento de Eduardo Person, mas foi desarmado ao entrar na área. Em dois lances seguidos, Gabriel Mesquista evitou o empate nos chutes de Edson Cariús e Diego Torres.

Com bom futebol, Guarani venceu o CRB. Foto: Daniel Oliveira - GFC
Com bom futebol, Guarani venceu o CRB. Foto: Daniel Oliveira - GFC

Aos 22, Giovanny cobrou falta com muito perigo. O CRB bem que tentava, mas não conseguia passar pela forte marcação do Guarani, que se defendia com todos os jogadores atrás do meio-campo.

Já o goleiro Gabriel Mesquita fazia muita cera, irritando os regatianos.

O balde de água fria no CRB veio aos 43 minutos. Ewerton Páscoa derrubou Lucas Abreu dentro da área e a árbitra assinalou pênalti, convertido por Arthur Rezende. Wálber perdeu a chance de marcar o quarto nos acréscimos.

PRÓXIMOS JOGOS

O Guarani volta a campo na próxima terça-feira, contra o líder Cuiabá, às 21h30, novamente no Brinco de Ouro da Princesa. No sábado, o CRB recebe o Operário, às 18h30, no Rei Pelé, em Maceió. Os jogos são válidos pela 16ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
15ª rodada
Data
10/10/2020
Horário
16h30
Local
Brinco de Ouro da Princesa - Campinas (SP)
Árbitro
Charly Wendy Straub Deretti (SC)

Assistentes
Alex dos Santos (SC) e Johnny Barros Oliveira (SC)

Cartões Amarelos
Guarani-SP: Gabriel Mesquita
CRB-AL: Alisson Safira, Claudinei, Thiaguinho, Darlisson, Ewerton Páscoa

Gols
Guarani-SP: Lucas Crispim 5' 1T, Waguininho 17' 1T, Arthur Rezende 44' 2T
CRB-AL: Diego Torres 19' 1T
Guarani-SP
Gabriel Mesquita;
Cristóvam (Giovanny), Wálber, Didi e Bidu;
Deivid, Eduardo Person (Arthur Rezende) e Lucas Crispim (Lucas Abreu);
Pablo (Romércio), Waguininho (Renanzinho) e Júnior Todinho.
Técnico: Sérgio Baresi (interino)
CRB-AL
Edson Mardden;
Lucas Mendes (Thiaguinho), Ewerton Páscoa, Xandão e Igor Cariús;
Claudinei, Moacir e Diego Torres;
Calazans (Bill), Iago Dias e Alisson Safira (Darlisson).
Técnico: Marcelo Cabo