Guarani x Ponte Preta - Dérbi 195: manutenção na Série B e questão de honra em jogo

Clássico será disputado no Brinco de Ouro da Princesa, às 16h30, com torcida única

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 08 (AFI) - Guarani e Ponte Preta escrevem, a partir das 16h30, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, mais um capítulo do centenário - e histórico - Dérbi Campineiro, em duelo válido pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Os rivais paulistas entram em campo por objetivos distintos dentro da competição. Enquanto o Bugre conta com apoio exclusivo do torcedor e tenta a vitória para encaminhar permanência na segunda divisão, a Macaca enxerga o resultado positivo como 'questão de honra' para dar fim à instabilidade recente instalada no Moisés Lucarelli e fazer a trinca no adversário em 2019.

O embate deste final de semana será o terceiro encontro entre os campineiros neste ano. Até agora, o desfecho é o mesmo: sempre com vitórias alvinegras.

Até então sob comando do ex-técnico Jorginho, a Ponte venceu por 3 a 0 no Campeonato Paulista e por 1 a 0 no primeiro turno da Série B - curiosamente, nenhum dos autores dos gols seguem no elenco.

GUARANI

Mandante do clássico e com apoio maciço da torcida - são esperados cerca de 15 mil pagantes -, o Guarani ocupa o 14º lugar com 39 pontos, cinco de vantagem em relação ao Figueirense, primeiro integrante da zona de rebaixamento.

No primeiro turno deu Ponte Preta no Majestoso: 1 a 0 - Letícia Martins / Guarani FC
No primeiro turno deu Ponte Preta no Majestoso: 1 a 0

Em caso de resultado positivo, o Bugre encaminha permanência na segunda divisão e, consequentemente, quebra jejum de sete anos sem superar o maior rival - o último triunfo foi em abril de 2012, na semifinal do Campeonato Paulista, no considerado 'Dérbi do Século'.

O primeiro ponto de interrogação na escalação está no sistema defensivo. Favorito, Luiz Gustavo, recuperado de lesão muscular na coxa e desfalque nas três últimas rodadas, disputa vaga com Bruno Silva ao lado de Diego Giaretta.

Outra indefinição está no meio-campo. Deivid, antigo dono do setor, está recuperação de contusão, mas não entra em campo há um mês.

Embora tenha total confiança do treinador, o camisa 5 briga por espaço com Felipe Guedes, Ricardinho, Marcelo e até Rondinelly, em caso de postura mais ofensiva.

"É tirar esse peso, sem vencer desde 2012. Este fato não é nosso. Este grupo não estava aqui nos últimos anos. Não houve dérbi em muitas temporadas. Esse peso não é nosso. É nosso o jogo de amanhã. Deus oportunizou para nós este momento", falou o treinador, em entrevista coletiva.

PONTE PRETA

Sem vencer há seis rodadas e no maior jejum do ano, o lado preto e branco chega para o clássico sem grandes aspirações na Série B.

Se o acesso, até então principal objetivo, está fora de cogitação pela distância em relação ao G4 - dez pontos de desvantagem do Coritiba -, o rebaixamento também é improvável, haja vista ter nove acima do Figueirense.

Dérbi Campineiro: objetivos distintos em jogo no Brinco - Letícia Martins / Guarani FC
Dérbi Campineiro: objetivos distintos em jogo no Brinco

O time titular é mantido a sete chaves por Gilson Kleina. A principal indefinição está no ataque: Vico ou Marquinhos.

No meio-campo, a tendência é de que Washington e Camilo sejam escalados juntos, enquanto Henrique Trevisan pinta como favorito para assumir a lateral-esquerda no clássico.

"Cada jogo faz a sua história. Neste momento, é nos reencontrarmos com o bom futebol. Há condições para isso. É começar uma história diferente. Essa atmosfera e este trabalho partem de um todo dentro da Ponte Preta. Que isso nos torne uma equipe também sólida, com plataforma e espinha de cima para baixo em busca de um norte. Que comece o acesso na Ponte Preta a partir de agora", projetou o treinador.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
34ª rodada
Data
09/11/2019
Horário
16h30
Local
Brinco de Ouro - Campinas (SP)
Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Renda
R$ 181.150,00
Assistentes
Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)

Público
12.607 pagantes.
Cartões Amarelos
Guarani-SP: Luiz Gustavo
Ponte Preta-SP: Lucas Mineiro

Cartões Vermelhos
Guarani-SP: Luiz Gustavo
Guarani-SP
Jefferson Paulino;
Lenon, Bruno Silva, Diego Giaretta e Thallyson;
Luiz Gustavo (Ricardinho), Arthur Rezende, Rondinelly e Lucas Crispim (Renanzinho);
Davó e Michel Douglas (Diego Cardoso).
Técnico: Thiago Carpini.
Ponte Preta-SP
Ivan;
Edilson, Airton (Henrique Trevisan), Renan Fonseca e Guilherme Guedes;
Washington, Camilo, Lucas Mineiro (Araos) e Renato Cajá (Vico);
Marquinhos e Roger. .
Técnico: Gilson Kleina