Náutico 2 x 1 Barueri - Ainda há luz no fim do túnel!

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 24 (AFI) – O Estádio dos Aflitos, em recife, é o grande responsável pelo Náutico ainda não estar rebaixado. Na noite deste sábado, o Timbu fez mais uma vítima ao bater o Barueri, por 2 a 1, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Bruno Mineiro, sempre ele, e Patrick marcaram os gols pernambucanos, que ainda erraram um pênalti com o fanfarrão Carlinhos Bala. Enquanto isso, Márcio Careca fez o tento dos paulistas.

Apesar do resultado positivo, o Timbu segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com apenas 32 pontos. Enquanto isso, o Barueri se manteve com 41 pontos, na 12ª colocação, na zona da Copa Sul-americana.

Quem não faz...
O primeiro tempo provou mais uma vez o velho ditado da bola: quem não faz, toma. O Barueri teve chances mais agudas, porém, não soube aproveitar. Enquanto isso, o Náutico foi certeiro e marcou em sua única oportunidade.

A pressão paulista começou aos 17 minutos, quando Thiago Humberto tabelou com Val Baiano e bateu da entrada da área. A bola passou a esquerda do gol de Gledson. Cinco minutos mais tarde e o camisa 1 do Timbu teve que trabalhar.

O zagueiro André Luis, que segundo alguns já acertou sua transferência ao Corinthians, cobrou falta da entrada da área e Gledson precisou se esticar todo para defender. Mas a resposta do donos da casa foi fulminante.

Aos 26 minutos, Asprilla recebeu cruzamento na área e ajeitou, de cabeça, para Bruno Mineiro. O matador, livre na área, também tocou de cuca para abrir o marcador, 1 a 0 Náutico. O Barueri não esboçou reação e o Náutico segurou o placar.

Rápido no gatilho!
Mas na volta para o segundo tempo, o Náutico deixou o torcedor pernambucano aflito. Sem tempo para respirar, o clube paulista logo empatou. João Vitor cruzou para Márcio Careca, na primeira trave, empatar o jogo.

O gol deixou o jogo animado. Aos 6 minutos, Bruno Mineiro tentou cruzamento e quase pegou o goleiro Renê desprevenido. Aos 24 minutos, Thiago Humberto mandou um petardo e acertou o travessão pernambucano.

Mais uma vez a resposta foi fulminante. Aos 25 minutos, Bruno Mineiro deixou Patrick na cara do gol. O jogador encheu o pé, viu a bola bater na trave e entrar. O Náutico poderia ter ampliado, mas...

Aos 37 minutos, Anderson Marques fez pênalti em Patrick. Carlinhos Bala bateu firme, mas mandou longe do gol a penalidade máxima. Sorte que não fez falta e o jogo acabou 2 a 1.

Próximos jogos
Na 32ª rodada, o Náutico encara o Botafogo nesta quarta-feira, às 19h30, no Rio de Janeiro. Enquanto isso, o Barueri recebe o Flamengo, também na quarta, mas às 21h45.

Ficha Técnica

Náutico 2 x 1 Barueri

Local: Estádio Aflitos, em Recife-PE
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden-RS
Renda - R$ 33.840,00.
Público - 13.249 espectadores.
Cartões amarelos: Ailton, Nilson, Bruno Mineiro, Juliano (Náutico); Daniel Marques (Barueri)
Gols: Bruno Mineiro, aos 26’/1T (cabeça) e Patrick, aos 25’/2T (Náutico); Márcio Careca, aos 2’/2T (Barueri)

Náutico
Glédson; Márcio, Fernando, Asprilla (Juliano); Patrick, Derley (Nilson), Aílton (Negretti), Irênio e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro.
Técnico: Geninho.

Barueri
Renê, André Luís, Daniel Marques e Ralf; Éder, Ewerton, João Vítor (Henrique Dias), Thiago Humberto e Márcio Careca; Fernandinho (Basílio) e Val Baiano (Otacílio Neto).
Técnico: Diego Cerri.