Bragantino ganha um presente de Natal inesperado: a saída do técnico Wagner Lopes

Wagner Lopes está conversando com alguns clubes, inclusive com o Atlético Goianiense, onde já trabalhou,

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 23 (AFI) – De repente, tudo mudou nos planos do Bragantino para a temporada 2016. Tudo aconteceu na noite de terça-feira, quando o técnico Wagner Lopes comunicou o presidente Marco Chedid que não vai continuar no clube. Ele está conversando com alguns clubes, inclusive com o Atlético Goianiense, onde já trabalhou, e o clube vai ter que arrumar outro nome para a disputa do Campeonato Paulista da Série A2. O rompimento de contrato deixou o dirigente muito irritado.

Wagner Lopes deixou o Bragantino e estuda propostas
Wagner Lopes deixou o Bragantino e estuda propostas

“É por isso que venho lutando para que seja definido pela CBF um limite de atuação do técnico em no máximo dois clubes por ano. Assim, evita que o profissional possa atuar no mesmo campeonato em mais de um clube. Precisamos criar um cadastro nacional de técnicos credenciados para trabalhar no futebol brasileiro. Como ocorre com os jogadores. Com isso, garantimos uma maior responsabilidade e comprometimento dos técnicos e uma maior crítica entre os clubes”, desabafou Chedid.

Agora sem o técnico, o clube segue seu planejamento. A apresentação do elenco está marcada para dia 2 de janeiro. Perto de 10 jogadores vão ser mantidos da atual temporada e mais dez vão chegar como novidades.

NOVO TÉCNICO
A partir de agora, a diretoria corre atrás de outro técnico. Alguns nomes são cotados como Sérgio Soares, ex-Bahia; Roberto Fernandes, do América de Natal e Jorginho, ex-Atlético-GO na Série.

Há alguns nomes que estão voltando do exterior, como Sérgio Farias, que trabalhou muito tempo na Ásia, e Lorival Santos, que esteve uma temporada no Iraque, onde sagrou-se campeão nacional.

Junto com Wagner Lopes sai o preparador físico Benê Ramos. A dupla foi responsável pela recuperação do Massa Bruta no Campeonato Brasileiro da Série B, onde o time começou sob o comando de Osmar Loss, indicado pelo Corinthians - parceiro do Braga. A inconstância dos resultados, derrubou Loss. A vinda de Lopes mudou a instabilidade do time, principalmente com grande desempenho dentro de casa, no estádio Nabi Abi Chedid, o Nabizão. O time lutou até a última rodada pelo acesso e terminou a Série B em sexto lugar, com 60 pontos.

Wagner Lopes foi jogador e atuou por muitos anos no Japão, onde iniciou a carreira de técnico. No Brasil já passou por vários clubes, mas sua melhor performance aconteceu nesta temporada no Bragantino.

 
 
" />