Dirigente do Atlético-MG é sondado por rival do Brasileirão

Rodrigo Caetano foi procurado por pessoas ligadas ao presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 19 (AFI) - Em meio a mudanças no departamento de futebol depois da eliminação precoce na Copa Libertadores, pessoas ligadas ao presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, sondaram Rodrigo Caetano, do Atlético-MG.

No entanto, tudo foi feito de forma informal. Isso porque existem conselheiros tricolores que defendem a ideia do diretor executivo seja uma pessoa de dentro do próprio clube.

Rodrigo Caetano foi sondado por pessoas ligadas ao Grêmio (Foto: Divulgação/Atlético-MG)
Rodrigo Caetano foi sondado por pessoas ligadas ao Grêmio (Foto: Divulgação/Atlético-MG)
Além disso, a saída de Rodrigo Caetano do Atlético-MG é considerada complicada. Isso porque o dirigente está há apenas quatro meses no clube mineiro depois de ter sido contratado para substituir Alexandre Mattos. Seu vínculo é de dois anos.

Rodrigo Caetano ganhou projeção nacional justamente por seu trabalho realizado no Grêmio entre 2005 a 2008, quando foi campeão brasileiro da Série B em 2005 e conquistou o estadual em 2007.

Depois do Imortal, o dirigente de 51 anos passou ainda por Vasco da Gama, Fluminense, Flamengo e Internacional antes de chegar ao Atlético-MG no início de 2021.