Fluminense chega a dois meses de salários atrasados e busca alternativas

Após a venda de Wendel para o PSG esfriar, o clube buscará adiantamentos ou empréstimos para quitar as dívidas

Após a venda de Wendel para o PSG esfriar, o clube buscará adiantamentos ou empréstimos para quitar as dívidas

Por: Agência Futebol Interior, 10/11/2017

0002050278290 img

Rio de Janeiro, RJ, 10 (AFI) – O sofrimento do Fluminense não se limita às quatro linhas nesta temporada. Os problemas financeiros do Tricolor seguem presentes nas Laranjeiras. Na última quinta-feira, quinto dia útil de novembro, o Flu completou dois meses de salários atrasados na carteira de trabalho (CLT).

Para evitar problemas na Justiça do Trabalho, o clube se movimenta para organizar uma operação financeira, que se trataria de um empréstimo ou adiantamento de valores que tem a receber. Além dos salários, os direitos de imagem também estão atrasados.

Fluminense chega a dois meses de salários atrasados e busca alternativas

Fluminense chega a dois meses de salários atrasados e busca alternativas

Vale destacar que, com três meses de salários atrasados, os jogadores podem pedir rescisão contratual na Justiça. No último mês, a diretoria chegou a negociar a venda do volante Wendel ao PSG para conseguir dinheiro. Mas a negociação não vem tendo novidades e o Fluminense se vê obrigado a encontrar outra opção.

O time chegou a pagar parte dos salários de setembro, mas não chegou a quitar tudo. O clube priorizou os funcionários que ganham menos e pagou R$ 25 mil a todos. Com isso, apenas os atletas que recebiam até esse valor tiveram seus salários quitados. A maior parte dos jogadores recebeu apenas os R$ 25 mil, parte de seus salários.

Artilheiro e um dos líderes da equipe, o atacante Henrique Dourado afirmou que o elenco esquece a situação quando entra em campo e que não tem faltado entrega. O atacante também declarou que Abel Braga vem conversando com o time sobre a situação dos salários.