Em busca de um centroavante, Cruzeiro sonda artilheiro do Boca Juniors

O centroavante tem contrato com o Boca até junho de 2021 e uma multa rescisória avaliada em 21 milhões de euros

O Cruzeiro segue no mercado em busca de um centroavante para a próxima temporada, quando disputa a fase de grupos da Copa Libertadores

Por: Agência Futebol Interior, 16/11/2017

0002050279698 img

Belo Horizonte, MG, 16 (AFI) – O Cruzeiro segue no mercado em busca de um centroavante para a próxima temporada, quando disputa a fase de grupos da Copa Libertadores. Essa é uma das principais prioridades da gestão que foi eleita recentemente. Destaque do Boca Juniors e convocado para defender a Seleção da Argentina nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, Darío Benedetto pode pintar na Toca da Raposa para suprir essa necessidade. A Raposa também chegou a sonhar com Gabigol, ex-Santos e hoje no Benfica.

Com 27 anos, o atacante tem como característica o jogo mais centralizado e fixo entre os zagueiros, atuando muito próximo do gol adversário. Destro e com 1,75m, ele se encaixa exatamente no perfil que o Cruzeiro está buscando no mercado. Na temporada 2016/2017 ele fez 28 jogos com o Boca Juniors e marcou incríveis 24 gols. Neste ano, em apenas oito jogos ele já marcou oito gols, mostrando que tem intimidade com a rede.

Darío Benedetto, atacante do Boca Juniors, recebe sondagem do Cruzeiro

Darío Benedetto, atacante do Boca Juniors, recebe sondagem do Cruzeiro

Ele foi revelado nas categorias de base do Arsenal de Sarandí, mas também já defendeu o Gimnasia de Jujuy e o Defensa y Justicia. Em 2013 foi negociado com o Tijuana do México, onde também atuou pelo América. Em 2016 voltou para a Argentina jogar no Boca Juniors, onde rapidamente caiu nas graças da torcida e da comissão técnica. No currículo conquistou a SuperCopa da Argentina e a Liga Clausura com o Sarandí, além do titulo nacional com os xeneizes na última temporada.

O centroavante tem contrato com o Boca Juniors até junho de 2021 e uma multa rescisória avaliada em 21 milhões de euros (R$ 81,14 milhões), valores completamente fora dos padrões brasileiros e que sequer foram cogitados pelo Cruzeiro. A ideia do clube mineiro é tentar um acordo com os argentinos, oferecendo jogadores e uma quantia em dinheiro. Outra hipótese é um empréstimo, possibilidade que é tratada com mais dificuldade no clube.