Corinthians quer vencer para tentar apagar má impressão

Para o jogo deste domingo, por exemplo, Tite testou Emerson como centroavante

Por: Agência Futebol Interior, 24/11/2013

São Paulo, SP, 24 (AFI) – O técnico Tite já está de saída e este jogo contra o Flamengo, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, é um dos últimos dele no comando da equipe – depois restarão apenas mais dois. E com qual motivação ele treinou seu time para o jogo deste domingo, às 17 horas? Sem chances de ir à Copa Libertadores, e livre do rebaixamento, o Corinthians tem obrigação de fazer uma boa partida embora isso não apague a péssima campanha no Campeonato Brasileiro.

E até curioso que essa busca pelo bom futebol possa vir neste domingo, uma vez que o Flamengo está com a cabeça na final da Copa do Brasil. Foi contra o clube carioca, no dia 1.º de setembro, que o Corinthians de Tite fez o seu último grande jogo, na goleada por 4 a 0 no Pacaembu.

Seu ataque funcionou, Alexandre Pato marcou dois gols, Romarinho, um (seu único no Brasileirão), Guerrero, outro, e até Emerson foi bem, sofrendo um pênalti. Naquele momento vislumbrou-se o título. E por ironia, nesse grande jogo do Corinthians, o Flamengo foi comandado por Mano Menezes, seu próximo treinador.

Após esse jogo, no entanto, o Corinthians sucumbiu às contusões, suspensões e convocações, em especial a de Guerrero e também a de Alexandre Pato, chamado por Felipão até a cavadinha contra o Grêmio. Uma prova de que tantas mudanças não fizeram bem, e que explica a posição corintiana na tabela de classificação, é que o time chega ao fim do Brasileirão ainda sem um ataque definido.

Para o jogo deste domingo, por exemplo, Tite testou Emerson como centroavante e deslocou Renato Augusto para esquerda. Essas posições, em “condições normais”, pertenceriam a Guerrero e Alexandre Pato. O peruano volta ao time depois de 10 jogos de ausência e fica no banco de reservas. Pato, por opção do técnico, permanece como suplente.

Outra mudança no time é à volta de Danilo no lugar de Douglas. Não é novidade, mas tantas alternâncias assim só reforçam que nenhum deles passa por um bom momento. “Vamos nos esforçar pra ganhar esse jogo. Seria bom dar esse presente para o Tite, ele merece isso”, disse Guerrero. E não é difícil de isso acontecer se o Flamengo entrar em campo pensando no jogo de quarta-feira contra o Atlético Paranaense, também no Maracanã, na final da Copa do Brasil.