Charles do Bronx arrepia em um só round no UFC 274

Magoado com a ‘armação da balança’, o brasileiro foi para o tudo ou nada e venceu o americano Justin Gaethje ainda no primeiro round no UFC 274

Foi um assalto insano, porque Charles partiu em cima do adversário. Mas, afoito, recebeu dois golpes fortes e por duas vezes foi à lona

Categorias: UFC

Por: Agência Futebol Interior, 08/05/2022

Charles bronx justin ufc 274
Charles foi pra o tudo ou nada. Foto - Reprodução Instagram

São Paulo, SP, 8 (AFI) – Charles Oliveira, o Charles do Bronx, deve ser considerado o grande campeão peso-leve (70 quilos) do UFC, mesmo sem o seu cinturão, retirado de forma estranha na sexta-feira após ele pesar 200 gramas a mais do permitido. Magoado com a ‘armação da balança’, o brasileiro foi para o tudo ou nada e venceu o americano Justin Gaethje ainda no primeiro round, na madrugada de sábado no Arizona (EUA) pelo UFC 274.

Por ter passado o peso, ele perdeu o cinturão e, agora, com a vitória fica como número 1 da categoria para disputar o título de novo.

Foi um assalto insano, porque Charles partiu em cima do adversário. Mas, afoito, recebeu dois golpes fortes e por duas vezes foi à lona. Mas ficou de costas chamando o adversário, que se negou a ir para a disputa no chão, temendo o jiu-jitsu do brasileiro. Depois ele acertou um direto em Gaethje que caiu e acabou sendo agarrado pelas costas. Em seguida, Charles aplicou o mata-leão e terminou a luta.

O brasileiro vem de 11 vitórias consecutivas e não perde desde 2018. Agora ele tem o direito de disputar o título da categoria, esperando a definição do seu desafiante.


MELHOR FASE

Antes da virada de mesa de sexta-feira, ‘Do Bronx’ era o campeão do peso-leve do UFC, é aparecia na quinta posição no ranking peso-por-peso do UFC. Agora ele tem 11 vitórias consecutivas, seis por finalização e três por nocaute.

O campeão é o recordista de finalizações na história com 16, sendo o lutador que maia recebeu bônus de melhor luta, num total de 18 vezes. Ele também venceu 18 lutas pela via rápida, sem necessidade da pontuação dos jurados.

Agora o cartel é de 31 vitórias por via rápida, oito derrotas e uma luta sem resultado.

VEJA O ROUND INSANO !