Chamusca vai fazer o Guarani reencontrar o seu futebol?

Passou da hora de os clubes de Campinas reagirem e fugirem do pelotão de baixo. Guarani pela Vila Nova em casa e Ponte Preta o Sport em Recife

Agora cobra-se alinhamento mais adequado do Guarani, de forma que crie oportunidades e saiba convertê-las. Se quiser vencer.

Categorias: Colunas

Por: ARIOVALDO IZAC - -, 01/06/2022

GUARANI CHAMUSCA e1654137324508
Chamusca ficou com o pepino na mão

Campinas, SP, 1 (AFI) – Ao se atingir um quarto da Série B do Campeonato Brasileiro, já passou da hora de os clubes de Campinas reagirem e fugirem do pelotão de baixo da competição.

Mais um vez os jogos de Guarani e Ponte Preta serão realizados simultaneamente, na noite desta quinta-feira, o que equivale citar que apenas um deles será escolhido para acompanhamento da coluna.

O comunicado, com antecedência, é que o jogo entre Guarani e Vila Nova terá prioridade, e o critério adotado é observação mais criteriosa sobre o desenho tático proposto pelo treinador Marcelo Chamusca.

Se lhe foi dado o devido desconto da maneira que conduziu a equipe na estreia, diante do Sampaio Corrêa, agora cobra-se alinhamento mais adequado de sua equipe, de forma que crie oportunidades e saiba convertê-las.

JEJUM DO VILA

A exemplo do Guarani, o Vila Nova também mudou o comando técnico, na troca de Higo Magalhães por Dado Cavalcante, numa equipe que há quatro jogos não balança as redes adversárias.

Lembrete: centroavante do Vila Nova, a ser confirmado, é Daniel Amorim, com estatura de 1,91m.

Logo, pode ser explorado no jogo aéreo, o que requer atenção redobrada dos zagueiros Ronaldo Alves e Ernando.

PONTE PRETA

Evidentemente o espaço continua escancarado para que o pontepretano se manifeste sobre o comportamento de sua equipe na partida em Recife diante do Sport.

Quem ainda não sabe, eis o link da página para comentários: https://blogdoari.futebolinterior.com.br/

E se o treinador Hélio dos Anjos mantiver a teimosia de escalar o contestado zagueiro Fabrício, no lugar do suspenso Thiago Oliveira, fiquem de olho, pois a tendência natural será uma ‘peneira’ na defensiva da Ponte Preta.

Confira também: