Carpegiani explica mudanças no Bahia e valoriza a vitória no clássico Ba-Vi

Quanto ao jogo, o comandante diz ter aprovado o desempenho da equipe tricolor, principalmente no segundo tempo.

Quanto ao jogo, o comandante diz ter aprovado o desempenho da equipe tricolor, principalmente no segundo tempo.

Por: Agência Futebol Interior, 22/10/2017

hqdefault

Salvador, BA, 22 (AFI) – O técnico Paulo César Carpegiani, logo após o triunfo sobre o maior rival, o Vitória, por 2 a 1, na Arena Fonte Nova, concedeu entrevista coletiva e comentou sobre diversos assuntos ligados ao sétimo clássico estadual da temporada.

O primeiro deles, inclusive, foi sobre as três modificações realizadas no segundo tempo.

“Eu, quando botei três zagueiros, não queria que meu time ficasse lá atrás. Eu fiz isso depois que Mendoza e Zé Rafael, ao mesmo tempo, me pediram para sair. Eu queria ter colocado um centroavante, abrindo Edigar na ponta, mas a condição da equipe me obrigou a fazer estas alterações”, afirmou.

MELHOR SEGUNDO TEMPO
Quanto ao jogo, o comandante diz ter aprovado o desempenho da equipe tricolor, principalmente no segundo tempo.

Bahia fez a festa em cima do Vitória: 2 a 1

Bahia fez a festa em cima do Vitória: 2 a 1

“Nós realizamos uma bela partida no primeiro tempo, sem sombra de dúvida. Saímos na frente e, logo depois, o Vitória saiu para o jogo, eles tentaram buscar o empate.

Fiz modificações baseadas nos pedidos que chegaram até mim, de dentro para fora de campo”.

AGORA O FLUMINENSE
O próximo compromisso será no domingo (29), contra o Fluminense, no Rio de Janeiro, Mas, apesar de ter uma semana de treinos, o técnico falou sobre um novo confronto direto e, principalmente, a necessidade de pontuar fora de casa.

“Eu converso muito com eles sobre a necessidade de enfrentar os adversários, dentro e fora de campo, sempre com a mesma obrigação de pontuar. Agora não vai ser diferente. Foco total no Fluminense”, disse.