Árbitra da final do Pernambucano pede punição a atleta do Náutico por tentativa de agressão

O jogador perdeu a cabeça ao ser expulso, mas se desculpou com a árbitra

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 02/05/2022

arbitra

Recife, PE, 02 (AFI) – Deborah Cecília, árbitra da decisão do Campeonato Pernambucano, pediu punião ao meia Jean Carlos, que partiu para cima da juíza ao ser expulso. Em súmula, ela relatou tentativa de agressão por parte do atleta, que se desculpou no último domingo.

“Isso não cabe mais no meio do futebol, seja com homem ou mulher. Espero que tenha uma punição. Não pode perder a cabeça e partir para cima de pessoas. Isso não pode passar impune. Não pode passar a mão por cima disso. As imagens estão aí. Ficou claro a atitude dele com relação à cotovelada no jogador. E ficou claro o meu cuidado de dar dois, três passos atrás para expulsá-lo. Se eu não dou esses passos, coisa pior iria acontecer”, falou Deborah, ao Globo Esporte.

A situação só não foi pior, pois um jogador do Retrô tirou Jean Carlos de cima da árbitra. O atleta do Náutico pode ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). No entanto, ainda não houve denúncia.

arbitra
Deborah Cecília expulsou o jogador Jean Carlos.  Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

“E se as pessoas que estão envolvidas ali, os jogadores da outra equipe, e até os próprios companheiros e a arbitragem, não entram, eu com certeza teria sido peitada e agredida sim. A gente não pode perder a cabeça e partir para cima de qualquer pessoa. No mínimo, respeito. Em qualquer profissão e qualquer gênero”, finalizou.

PERNAMBUCANO
O Náutico foi campeão pernambucano ao vencer o Retrô por 1 a 0. O duelo foi para as penalidades máximas, onde o Timbu levou a melhor por 4 a 2.

Confira também: