Paulista A3: Presidente da Matonense não sabe se fica e massagista é preso por briga

Presidente Chicão disse que uma vitória fora na estreia pode motivar o time; o massagista do clube se envolveu em uma briga e foi preso

por Agência Futebol Interior

Matão, SP, 30 (AFI) - Foi divulgada a Tabela com os jogos pelo Campeonato Paulista da Série A-3, em 2017 e a Matonense estreia no dia 29 de janeiro, em Taboão da Serra, contra a equipe local, que terá o ídolo brasileiro e atacante Túlio Maravilha (42 anos). Mas o time quer estragar a festa dos anfitriões.

Chicão considera boa a estreia contra um time fora de casa
Chicão considera boa a estreia contra um time fora de casa

O presidente Francisco ‘Chicão’ Galvão, que poderá não continuar após as eleições de dezembro (ele mesmo declarou não ter mais condições para continuar no ‘cargo’) considera bom a estreia contra um time fora de casa. ‘Você vencendo motiva a torcida e a equipe para a partida em casa’.

Se isso acontecer, no dia 5 de fevereiro, às 10h da manhã, no Estádio ‘Dr. Hudson Buck Ferreira, recebe o Comercial de Ribeirão Preto com a expectativa de um bom público. A Federação Paulista deverá fazer a vistoria nos próximos dias e, se houver necessidade, a diretoria providenciará as devidas reformas ou reparos.

Depois do Comercial, a Matonense enfrentará, na ordem: São José dos Campos, Desportivo Brasil (Porto Feliz), Marília, Paulista, Independente de Limeira, Osasco e Monte Azul. A formação do elenco e confirmação, ou não, do técnico João Martins, serão divulgadas na próxima semana.

MASSAGISTA PRESO
Nem bem chegou à cidade para trabalhar na Matonense, o massagista de 44 anos acabou preso. De acordo com as informações relatadas pelo sargento Durval, soldados Augusto e Helena, da Força Tática, ele se envolveu em uma briga com outras duas pessoas no Jardim São José.

Ele teria ‘arrebentado’ a cabeça de um vendedor, mas sido atingido por uma tesoura de jardinagem. O outro envolvido é um cozinheiro de 42 anos, que foi apartar a briga e também foi agredido. Na consulta junto ao Prodesp, foi constatado que o massagista estava sendo procurado pela Justiça.

Ele foi qualificado pelo delegado Marlos Marcuzzo e em seguida encaminhado ao presídio de São Carlos. De acordo com o boletim de ocorrência, a prisão ocorreu com base no artigo 129 (lesão corporal).