Torcida de time do Paulistão picha estádio após nova derrota

O presidente Nelson Lacerda foi o principal alvo dos manifestantes

Por: Agência Futebol Interior, 24/02/2014

Ribeirão Preto, SP, 24 (AFI) – A derrota para a Portuguesa, por 2 a 1, no Canindé, pela décima rodada do Campeonato Paulista, manteve o Comercial na zona de rebaixamento e foi a gota d’água para os torcedores, que protestaram na manhã desta segunda-feira pichando o muro do Estádio Palma Travassos.

Assim como já havia acontecido em protestos anteriores, o presidente Nelson Lacerda foi o principal alvo dos torcedores. “A paciência acabou” era uma das frases que estavam pichadas nos muros do estádio. Sobrou também para um carro parado em frente ao Palma Travassos, cujos vidros foram quebrados.

E o Comercial não é o primeiro a ser alvo de protestos neste Paulistão. Recentemente, torcedores do Paulista tentaram invadir os vestiários do Jayme Cintra após uma nova derrota. Já alguns pontepretanos foram protestar em frente ao Moisés Lucarelli com faixas criticado diretoria e elenco. O fato mais grave aconteceu no Parque São Jorge, quando cerca de 100 corintianos invadiram o CT e ameaçaram os jogadores.

Ainda sem conseguir emplacar uma sequência de resultados positivos, o Comercial se encontra na 17ª posição na classificação geral, com oito pontos, dois a menos que o Linense, primeiro fora da zona de rebaixamento. O Bafo volta a campo nesta quarta-feira, contra o Corinthians, às 22 horas, no Pacaembu, pela 11ª rodada.