Rio Claro x São Caetano - Melhores ataques à prova no primeiro duelo da decisão!

As duas equipes se enfrentam às 21 horas deste sábado no primeiro confronto das semifinais da Série A2 do Paulista

As duas equipes se enfrentam às 21 horas deste sábado no primeiro confronto das semifinais da Série A2 do Paulista

Por: Agência Futebol Interior, 28/04/2017

0002050239106 img

Rio Claro, SP, 28 (AFI) – Tudo o que aconteceu durante a primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2 ficou para trás e agora começa de fato a briga pelo acesso à elite do estadual. Às 21 horas deste sábado, Rio Claro e São Caetano se enfrentam pela rodada de ida da semifinal, no Schmidtão para saber quem leva vantagem para o segundo jogo, que decidirá quem sobe de divisão. Empates nos dois jogos levam a decisão aos pênaltis.

O Azulão do ABC luta para conquistar o objetivo pelo qual luta há anos: retornar à elite do futebol de São Paulo. Campeão em 2004, o time azulino disputou a primeira divisão pela última vez em 2013. O Galo Azul foi rebaixado da elite no ano passado.

São Caetano e Rio Claro já se enfrentaram em sete oportunidades por competições oficiais. O mandante deste sábado leva pequena vantagem no retrospecto geral com quatro vitórias, enquanto o visitante ganhou outros três compromissos.

OFENSIVOS
O duelo colocará frente a frente os dois melhores ataques da primeira fase. O melhor ataque de todos é o do Rio Claro, que marcou 35 gols. A equipe mostrou desequilíbrio na reta final, mas o ataque continuou funcionando bem, principalmente no decisivo 2 a 1 sobre o Sertãozinho, na última rodada. Durante a campanha, o Galo Azul ainda conseguiu emplacar goleadas como um 5 a 1 sobre o Taubaté e um 4 a 0 sobre o Votuporanguense.

A segunda colocação do desempenho ofensivo fica com o São Caetano, segundo colocado e justamente o adversário do Rio Claro na semifinal. O time do ABC anotou 32 gols e protagonizou a maior goleada da Série A2 ao bater o Mogi Mirim por 6 a 0.

Além de terem os melhores ataques, os dois semifinalistas também contam com os artilheiros da Série A2. Danilo Lopes, do Galo Azul, e Carlão, da equipe do ABC, marcaram nove gols cada e lideram a lista dos goleadores, assim como Everton, do eliminado Taubaté.

São Caetano aposta no ataque para bater rival que também é ofensivo. (Foto: Adriano Stofaleti / AD São Caetano)

São Caetano aposta no ataque para bater rival que também é ofensivo. (Foto: Adriano Stofaleti / AD São Caetano)

DONO DA CASA x VISITANTE CHATO
O Rio Claro conta com o bom retrospecto dentro de casa. Durante a disputa da primeira fase não perdeu uma partida sequer dentro de casa, fator que poderá ser crucial por uma vaga na elite do estadual.

O São Caetano, no entanto, é o segundo melhor visitante do torneio, perdendo apenas para o Bragantino, que só teve uma derrota fora de casa – para o próprio time do ABC Paulista por 3 a 1. Logo abaixo, está o Água Santa, com a terceira campanha longe de seus domínios.

Na fase inicial, as duas equipes se encontraram no Schmidtão e o Rio Claro levou a melhor com uma vitória por 1 a 0, em jogo válido pela sexta rodada.

ESSE MANJA DO RISCADO
Entre os semifinalistas, apenas o São Caetano é comandado por um treinador que conhece o sentimento de subir para a primeira divisão do Paulistão. O técnico Luís Carlos Martins tem uma série de acessos no currículo, tanto nacionais quanto e estaduais. Dois deles foram justamente na disputa da Série A2.

O primeiro foi em 1986, quando a competição ainda levava o nome apenas de Segunda Divisão. Na ocasião, levou o Rio Branco ao acesso.21 anos após o primeiro acesso ao Paulistão, ele voltou a conseguir o feito em 2007, ao terminar a Série A2 na terceira colocação, sob o comando do Mirassol.

Rio Claro conta com bom retrospecto em casa. (Foto: Pedrinho Santi)

Rio Claro conta com bom retrospecto em casa. (Foto: Pedrinho Santi)

“Tudo que nós queríamos até agora conseguimos. Na pré-temporada estabelecemos metas como não cair e se classificar entre os quatro, com preferência nas duas primeiras colocações. Será difícil de prever o que irá acontecer nos próximos jogos, mas como treinador estou trabalhando para vencer. Queremos passar por este mata-mata, que será muito difícil”, disse o Luís Carlos Martins.

Sem desfalques por suspensão, o Azulão deve contar com força máxima para o embate no Schimitão e a tendência é que o treinador não faça alterações na equipe.

OSCILOU, MAS JÁ PASSOU
O Rio Claro mostrou um futebol consistente durante toda a competição, mas na reta final da fase classificatória cometeu alguns deslizes que poderiam ter custado a classificação. Agora, o time tenta esquecer o momento de instabilidade para conquistar o principal objetivo.

Nas cinco última rodadas da fase de grupos, o Galo venceu dois jogos e foi derrotado em três oportunidades. A sequência inconstante começou com uma derrota por 3 a 2 para o Bragantino e em seguida outra por 1 a 0 para o Juventus, ambas fora de casa. Depois, se recuperou com uma goleada por 5 a 1 sobre o Taubaté, no Schimdtão.

Porém, logo após a vitória com placar elástico, se tornou a vítima de uma goleada ao perder por 4 a 1 para o Rio Preto, que entrou em campo já rebaixado, na penúltima rodada. Assim, a classificação só veio na rodada final, com um triunfo por 2 a 1 sobre o Sertãozinho.

Após o sentimento de desconfiança despertado principalmente pela derrota para o Rio Preto, o Galo Azul colocou a cabeça no lugar e agora está na briga pelo acesso, em busca de reencontrar o futebol que apresentou durante as rodadas anteriores.