Bayern visita Lazio para recuperar rumo e manter favoritismo na Liga dos Campeões

Atual campeão da competição, o time alemão joga para se recuperar na temporada e defender o título

Publicado em .

Atual campeão da competição, o time alemão joga para se recuperar na temporada e defender o título

Campinas, SP, 23 - Atual vencedor da Liga dos Campeões da Europa, o Bayern de Munique fechou a fase de grupos com a melhor campanha, ao lado do Manchester City, e viu o sorteio colocá-lo nas oitavas de final frente a um clube que não disputa um mata-mata da competição há 21 anos.

Mas mais do que confirmar seu favoritismo, jogará nesta terça-feira, às 17 horas (de Brasília), diante da Lazio, no Estádio Olímpico, tentando recuperar o seu rumo.

Após conquistar o Mundial de Clubes no Catar, o Bayern não venceu mais pelo Campeonato Alemão. Empatou com o Arminia Bielefeld por 3 a 3 e, no último fim de semana, perdeu por 2 a 1 para o Eintracht Frankfurt. E viu a sua vantagem na liderança do torneio nacional cair para dois pontos em relação ao RB Leipzig.

O Bayern também sofre com os desfalques, tendo perdido recentemente Thomas Müller e Benjamin Pavard por terem contraído o coronavírus. Mas ao menos Javi Martínez e Leon Goretzka se recuperaram da doença e estão novamente à disposição do técnico Hansi Flick.

Já Corentin Tolisso se lesionou na última semana. A sensação, independentemente da pandemia, é de que o elenco do Bayern está esgotado diante do exaustivo calendário.

"Temos uma ideia de como queremos jogar. Nós queremos começar a mostrar isso desde o início dos jogos. Tenho total confiança que a equipe fará isso na terça-feira", disse o técnico Hansi Flick.

Já a Lazio vem em um momento de ascensão na temporada, com sete vitórias em seus últimos oito compromissos no Campeonato Italiano, o que a colocou novamente na briga por uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões, na quinta posição, sendo a última o triunfo por 1 a 0 sobre a Sampdoria, no sábado.

O Bayern de Munique é o atual campeão da Liga dos Campeões da Europa. Foto: Twitter/Bayern
O Bayern de Munique é o atual campeão da Liga dos Campeões da Europa. Foto: Twitter/Bayern
O confronto colocará frente a frente dois dos melhores centroavantes do futebol europeu: Lewandowski, do Bayern, e Immobile, da Lazio, que desbancou o polonês para conquistar a Chuteira de Ouro na temporada passada.

"Tentaremos fazer um jogo que nos permita permanecer vivos na luta pela qualificação. No papel, o Bayern é invencível, mas somos maduros e muitas vezes, quando não éramos favoritos, fizemos grandes coisas", disse Simone Inzaghi, técnico da Lazio, exaltando o Bayern, que está invicto há 17 jogos na Liga dos Campeões, com 16 vitórias e 1 empate.

EM BUDAPESTE - Rival do Bayern na fase de grupos da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid passa por fase parecida. E também jogará nesta terça em busca da recuperação, mas diante do Chelsea, a partir das 17 horas. E o duelo será disputado em Budapeste, em função das restrições impostas a viajantes da Inglaterra de ingressarem na Espanha.

Apoiado nos gols de Luis Suárez, o Atlético disparou na liderança do Nacional, se aproveitando da oscilação de Real Madrid e Barcelona. Mas agora começou a perder rendimento, tendo vencido apenas um dos quatro jogos que disputou. Assim, tem vantagem de apenas dois pontos para o rival madrilenho.

O Atlético, então, terá de se recuperar para repetir o que fez na temporada passada, quando eliminou outro rival inglês nas oitavas de final, o então campeão Liverpool.

E o Chelsea, ainda que sem muito brilho ofensivo, se tornou um time bastante seguro sob o comando de Thomas Tuchel, ao contrário do que acontecia com seu antecessor, Frank Lampard, tanto que não perdeu nos sete jogos em que foi dirigido pelo treinador alemão.

REAL MADRID RECEBE CARROS DE LUXO DE PRESENTE. VEJA O VÍDEO!

O time londrino não contará com o zagueiro brasileiro Thiago Silva, lesionado, mas terá os retornos dos meias Pulisic e Havertz, recuperados de problemas físicos. E tentará não ser eliminado pela quinta vez consecutiva nas oitavas de final. "É claro o que você enfrenta quando pega o Atlético: luta, experiência e um time com grande mentalidade", afirmou Tuchel.