SELEÇÃO SÉRIE B conta com os heróis de Juventude, Avaí, Vitória e muito mais

Timaço vem comandado por Claudinei Oliveira, que conduziu o Avaí à vitória sobre o Guarani, mantendo chances de ascensão

Publicado em .

Timaço vem comandado por Claudinei Oliveira, que conduziu o Avaí à vitória sobre o Guarani, mantendo chances de ascensão

Campinas, SP, 26 (AFI) - A 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B chegou ao fim na noite desta terça-feira (26), com os últimos dois confrontos. Os dez jogos disputados movimentaram bastante a tabela de classificação.

Afinal de contas, o Cuiabá garantiu o acesso e se juntou a Chapecoense e América-MG como equipes garantidas no próximo Brasileirão. Por outro lado, estão definidos todos os rebaixamentos: Oeste, Botafogo-SP, Paraná e Figueirense caíram para a Série C.

É em meio a esse cenário que chega a tradicionalíssima Seleção FI. O timaço vem comandado por Claudinei Oliveira, que conduziu o Avaí à vitória sobre o Guarani, mantendo chances de ascensão à Série A - Juventude e CSA são os outros clubes que também sonham.

COMO ELES FORAM NA PENÚLTIMA RODADA DA SÉRIE B:

Goleiro: Vitor Eudes (Cruzeiro)
O jovem arqueiro entrou em uma roubada, logo aos nove minutos do primeiro tempo, no lugar do ídolo Fábio, expulso por colocar a mão na bola, e com o Cruzeiro com um a menos. Ainda assim, Vitor Eudes não decepcionou e garantiu o empate contra o Náutico. Ele fez sua parte quando foi exigido, defendeu, orientou e mostrou a Felipão que está pronto para jogar.
menção honrosa a Glauco, do Oeste. O goleiro do lanterna fechou o gol, não deu chance aos atacantes do Paraná e garantiu a vitória paulista que derrubou os paranaenses.

CRUZEIRO - ADRIANO VALORIZA ÚLTIMA PARTIDA

Lateral-direito: Apodi (Ponte Preta)
Apesar de ter entrado em campo sem chances de acesso, a Ponte Preta conseguiu um bom resultado ao vencer o CRB, pelo placar de 3 a 1. Ao lado de Bruno Rodrigues, que marcou dois gols, o lateral-direito Apodi foi um dos maiores destaques da Macaca. Foram dos pés dele que saíram diversas jogadas de ataque, incluindo o cruzamento pra o segundo gol.

Interminável e incansável, Apodi. (Foto: Álvaro Júnior / Ponte Preta)
Interminável e incansável, Apodi. (Foto: Álvaro Júnior / Ponte Preta)

Zagueiro: Fábio Alemão (Operário Ferroviário)
Dois fatos chamam a atenção aqui. Primeiro: o defensor não foi titular. Segundo: atuou, na verdade, como lateral-direito. Logo no começo da etapa inicial, Alex Silva foi substituído. Na sequência, aos 21 minutos, Fábio Alemão fez lindo gol após ser acionado por Leandro Vilela, tabelar com Ricardo Bueno e soltar a pancada, rasteirinha. No restante do confronto, fez partida segura.

Zagueiro: Vitão (Oeste)
Ao lado do goleiro Glauco se destacou na noite desta terça-feira. Segurou defensivamente, ele deu dor de cabeça aos atacantes do Paraná. Vitão mostrou força e consistência no sistema defensivo e ajudou a segurar o ataque tricolor que passou em branco.

Lateral-esquerdo: Rafinha (CSA)
Foi uma das novidades do técnico Mouzart para o jogo contra o Brasil de Pelotas e marcou o gol de empate após soltar a bomba em cobrança de falta. Cansou e precisou ser substituído, mas fez uma boa apresentação enquanto esteve em campo.

Volante: André Luiz (Sampaio Corrêa)
É o motorzinho do meio campo da Bolívia Querida e teve mais uma atuação de destaque contra o Cuiabá, na Arena Pantanal. Deu a assistência para Leo Costa fazer o segundo gol do time maranhense.

Meia: Thomaz (Operário Ferroviário)
Não marcou gols na excelente vitória do Fantasma da Vila sobre a então líder, a Chapecoense. No entanto, foi essencial na construção do 2 a 0. Afinal de contas, regeu o time, apareceu para finalizar jogadas e ainda serviu Rafael Oller balançar as redes, aos três minutos da etapa complementar.

Meia: Dudu (Vitória)

Dudu participou do gol. (Foto: Divulgação)
Dudu participou do gol. (Foto: Divulgação)

Dudu esteve infernal nesta terça-feira. O meia do Vitória deu trabalho ao Botafogo e como. Ele driblou, tabelou, passou, chutou... Dudu experimentou bem o goleiro Igor, do time paulista. Em um desses chutes, em cobrança de falta, Robson meteu o cabeção na frente e fez gol contra.

Atacante: Bruno Rodrigues (Ponte Preta)

Mesmo eliminada sem chances de acesso, a Ponte Preta conseguiu bom resultado em despedida do Estádio Moisés Lucarelli na 'temporada de 2020' ao vencer o CRB, pelo placar de 3 a 1. E como não poderia ser diferente, Bruno Rodrigues foi O CARA do jogo ao balançar as redes duas vezes e chegar a 10 gols na temporada, assumindo a artilharia alvinegra.

Atacante: Jonathan (Avaí)
Jonathan entrou no meio do segundo tempo, teve pouco mais de 20 minutos em campo. Mas foi o bastante. Ele resolveu e manteve o Avaí na briga pelo acesso. O atacante marcou aos 51 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória sobre o Guarani. O Avaí sonha, graças a Jonathan.

Atacante: Rogério (Juventude)
O Papo recebeu o Figueirense, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), e fez um duelo movimentado, especialmente na etapa complementar. E o ex-jogador de Sport e São Paulo foi um dos protagonistas do segundo tempo. Ele entrou aos 12 minutos e, aos 34, quando estava 0 a 0, quase marcou de cabeça. E foi testando forte que, aos 49, aproveitou escanteio para garantir a virada jaconera.
Rogério, heroi do Juventude. (Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude)
Rogério, heroi do Juventude. (Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude)

Técnico: Claudinei Oliveira (Avaí)
Claudinei Oliveira teve estrela no sábado. O Avaí estava sendo eliminado em casa, mas o treinador resolveu apostar. Mexeu no time, colocou Jô e Jonathan. E não é que a dupla JJ resolveu?! Jô fez boa jogada e mandou para Jonathan garantir a vitória do Avaí aos 51 minutos do segundo tempo. Estrela do técnico e Leão firme na briga.