Chapecoense 1 x 0 Ponte Preta - Chape retoma ponta e "elimina" Macaca

Agora, o time catarinense só depende de si nas últimas duas rodadas para ser campeão da Série B

Publicado em .

Agora, o time catarinense só depende de si nas últimas duas rodadas para ser campeão da Série B

Chapecó, SC, 21 (AFI) - Um gol de pênalti marcado por Perotti nos acréscimos do segundo tempo recolocou a Chapecoense na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde desta quinta-feira, no encerramento da 36ª rodada, o time catarinense venceu a Ponte Preta, por 1 a 0, na Arena Condá.

Invicta há três jogos, a Chapecoense contou com mais um tropeço do América-MG para assumir a liderança faltando duas rodadas para o fim do campeonato. O time catarinense tem 70 pontos contra 69 dos mineiros.

RÁDIO FI AO VIVO

A equipe da Rádio FUTEBOL INTERIOR acompanhou o jogo com muita expectativa, mas a Ponte Preta não segurou a Chapecoense.

A narração foi de Carlos Corsato, reportagens de Wendel Coral e comentários de Bruno Betelli.

No comando geral do PLACAR FI esteve Claudinei Corsi.

Foram mais de 10 mil ouvintes na WEB, com 20 mil pessoas alcançadas no Facebook, com mais de dois mil engajamentos e 9 mil visualizações.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

Já a Ponte Preta, apesar de ainda ter chances matemáticas, vai apenas cumprir tabela nessa reta final. Na oitava colocação, o time paulista tem 51 pontos, a cinco do G4. Se CSA ou Juventude vencerem nesta sexta-feira, pela 37ª rodada, o sonho alvinegro é encerrado.

A partida foi transmitida ao vivo pela Rádio Futebol Interior, com narração de Carlos Corsato, comentários de Bruno Betelli, reportagem de Wendel Coral e apresentação de Claudinei Corsi.

Chapecoense e Ponte fizeram um jogo equilibrado (Foto: Márcio Cunha/ACF)
Chapecoense e Ponte fizeram um jogo equilibrado (Foto: Márcio Cunha/ACF)

BOM INÍCIO
A Ponte Preta começou em cima da Chapecoense e teve um pênalti não marcado de Ronei em cima de Dawhan. Aos oito, Camilo cobrou falta por cima da barreira e a bola passou raspando o travessão. A resposta alviverde veio na sequência em finalização de Mike para fora.

Aos poucos, porém, a Chapecoense foi controlando a posse da bola. Aos 32 minutos, Ygor Vinhas sofreu falta de Felipe Santana, mas o árbitro não marcou. Aylon dividiu com Zanocelo e o goleiro, vendo a bola passar perto da trave. Quase um gol sem querer na Arena Condá.

COMPLICOU
A situação da Macaca ficou ainda mais complicada aos 40 minutos, quando Luan Dias recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Já no finalzinho do primeiro tempo, um lance incrível.

Aylon finalizou rasteiro e acertou a trave. No rebote, Anselmo Ramon bateu para defesa espetacular de Ygor Vinhas. A bola ainda acertou a trave antes de ser tirada por Apodi. A pressão da Chapecoense era enorme, mas a Ponte conseguiu levar o 0 a 0 para o intervalo.

CHAPE EM CIMA
Como já era esperado, a Chapecoense voltou do intervalo em cima da Ponte Preta, mas tinha muitas dificuldades para entrar na área. O jeito foi apostar no cruzamento. Aos 11, Ygor Vinhas saiu mal e a bola sobrou para Aylon, que mandou pela linha de fundo.

Na sequência, novamente após novo cruzamento, a bola caiu nos pés de Willian Oliveira, que mandou para fora. Aos 15, Perotti cabeceou dividindo com Apodi e a bola foi nas mãos de Ygor Vinhas. Na primeira chegada da Ponte no segundo tempo, Camilo bateu, a bola desviou em Denner e saiu para escanteio.

Perotti comemora o gol da vitória (Foto: Márcio Cunha/ACF)
Perotti comemora o gol da vitória (Foto: Márcio Cunha/ACF)

NADA DE GOLS
O jeito da Macaca era apostar nas bolas aéreas. Aos 29, Neto Moura cobrou falta e Tiago Orobó cabeceou com perigo. No final do segundo tempo, após ser derrubado por Orobó, Paulinho Moccelin ficou com o pé preso no gramado e precisou deixar o gramado.

A Chapecoense já havia feito as três paralisações para alterações e por isso teve que terminar o jogo com dez jogadores. Nos acréscimos, a Ponte Preta desceu no contra-ataque e Guilherme Pato só não marcou o gol da vitória por conta da boa defesa de João Ricardo.

Aos 47, Roberto foi derrubado por Apodi dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Perotti deslocou Ygor Vinhas e devolveu a Chapecoense para a liderança.

PRÓXIMOS JOGOS
A Chapecoense volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Operário, às 17 horas, no Germano Kruger, em Ponta Grossa. No domingo, a Ponte Preta recebe o CRB, às 18h15, no Moisés Lucarelli, em Campinas. Os jogos são válidos pela penúltima rodada.