Santos 3 x 0 Boca Juniors - Peixe massacra e enfrenta o Palmeiras na decisão

O time alvinegro dominou o adversário do início ao fim e acabou carimbando vaga à final

Publicado em .

O time alvinegro dominou o adversário do início ao fim e acabou carimbando vaga à final

Santos, SP, 13 (AFI) - O Santos está mais uma vez na final da Copa Libertadores da América. O Peixe aplicou um chocolate de 3 a 0 em cima do Boca Juniors na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela partida de volta da semifinal, e carimbou sua vaga na decisão. Na Argentina, o clube praiano havia segurado um empate sem gols.

Na decisão, do dia 30 de janeiro, no Maracanã, o Santos encontrará o Palmeiras, que avançou, na terça, mesmo perdendo para o River Plate por 2 a 0, no Allianz Parque, graças ao triunfo, na Argentina, por 3 a 0.

VEJA OS GOLS DA VITÓRIA DO PEIXE

TERCEIRA FINAL
Esta será a terceira final entre os times brasileiros. Em 2005, o São Paulo conquistou o troféu em cima do Athletico. No ano seguinte, o próprio time paulista foi derrotado pelo Internacional.

Este jogo histórico foi transmitido, ao vivo, pela Rádio Futebol Interior em cadeia com a Equipe GOL DE PLACA. Foram mais de 22 mil ouvintes pela WEB, com 52 mil pessoas alcançadas no Facebook, mais de 14 mil engajamentos e 26 mil visualizações.

SÓ DEU PEIXE!
O primeiro tempo foi de claro domínio do Santos. Logo depois do apito inicial, Marcinho avançou em velocidade, cortou para o meia e mandou caprichosamente na trave. Com mais de 70% de posse de bola nos 15 minutos iniciais, o clube alvinegro não deixou o Boca jogar e continuou sufocando até abrir o marcador.

Santos passa fácil pelo Boca
Santos passa fácil pelo Boca

Aos 15, Diego Pituca achou Solteiro, que chutou em cima do braço de López. Na sobra, o volante se aproveitou do pedido de pênalti dos santistas e da desatenção dos jogadores do time argentino para chutar no fundo das redes. Aos poucos, o Boca equilibrou as ações. No entanto, a melhor chance foi em um cruzamento de Villa, que ganhou força e parou na defesa de João Paulo.

Nos minutos finais, sempre na base do contra-ataque, o Santos foi com tudo para cima do adversário com a clara intenção de ampliar a vantagem. Em uma cobrança de falta ensaiada, Marinho exigiu boa defesa de Andrada. Kaio Jorge e Lucas Braga também tentaram, mas sem sucesso.

(Fotos: Ivan Stort - SFC)

Diego Pituca abriu placar para o Peixe
Diego Pituca abriu placar para o Peixe

VIROU CHOCOLATE
O chocolate continuou no segundo tempo. Aos três minutos, Soteldo recebeu livre de marcação, fez o que quis com a bola próximo à área do Boca e chutou forte para fazer 2 a 0. O terceiro foi aos cinco. Marinho fez fila na defesa adversária e deu de bandeja para Lucas Braga. O atacante só teve o trabalho de estudar as redes.

A situação do Boca piorou ainda mais aos dez minutos, quando Fabra pisou em Marinho e acabou expulso. Apesar de ter apenas dez jogadores, o time argentino se atirou ao ataque.

Salvio recebeu na área e exigiu grande defesa de João Paulo. Na sobra, Tevez e Ábila chutaram em cima da zaga.

NEYMAR VIBRA COM PEIXE NA FINAL DA LIBERTADORES

ADIOS HERMANOS...
Apesar da bela vantagem, o Santos não deixou de atacar e continuou em cima do Boca, que se segurou como podia para evitar um placar ainda mais elástico. ]

Pela primeira vez, os dois principais clubes argentinos caíram juntos na semifinal.