Em alta e com vantagem, Santos pega a LDU para confirmar vaga às quartas

Peixe tem a vantagem de poder empatar ou até de perder por 1 a 0, já que marcou dois gols fora de casa

Publicado em .

Peixe tem a vantagem de poder empatar ou até de perder por 1 a 0, já que marcou dois gols fora de casa

Santos, SP, 01 (AFI) - Em vantagem, o Santos decide com a LDU, nesta terça-feira, às 19h15, quem avança às quartas de final da Copa Libertadores. O time alvinegro venceu o primeiro confronto na altitude de Quito, no Equador, e vem embalado por resultados positivos conquistados recentemente. A partida será disputada na Vila Belmiro.

Na semana passada, o Santos superou os efeitos da altitude e derrotou a LDU por 2 a 1, com gols de Marinho e Soteldo. Com isso, a equipe do técnico Cuca, que retomou suas funções na última quinta-feira após se recuperar da covid-19, tem a vantagem de poder empatar ou até de perder por 1 a 0, já que marcou dois gols fora de casa.

O time equatoriano precisa triunfar por dois gols de diferença na Vila Belmiro para se classificar, ou devolver o placar de ida para levar a definição da vaga para os pênaltis. Quem vencer vai encarar o ganhador de Grêmio x Guaraní, série que terá o duelo de volta das oitavas na quinta-feira.

Força máxima no Santos. (Foto: Ivan Storti / Santos)
Força máxima no Santos. (Foto: Ivan Storti / Santos)
BOA TEMPORADA!
Apesar de não contar com um elenco estrelado e ter limitações, o Santos vem fazendo uma boa temporada, superando problemas de lesão e casos de coronavírus. O resultado positivo em Quito, de onde poucos times brasileiros conseguem sair vitoriosos, é prova disso. Para o capitão Pará, a união do grupo é fundamental para isso.

"Acho que o fator fundamental é a nossa união. Em todas as entrevistas pós-jogo, até nessas especiais, os jogadores sempre falam que nosso grupo é uma família. E realmente é uma família. Todo mundo se dá muito bem e estamos levando isso para dentro de campo", disse o experiente lateral.

FORÇA MÁXIMA!
Cuca já adiantou que usará força máxima no duelo e advertiu seus jogadores que o descuido diante do Sport não pode se repetir contra a LDU. No duelo com o rival pernambucano, a equipe abriu 2 a 0 e sofreu o empate pouco tempo depois. No entanto, na etapa final marcou mais dois gols e assegurou a vitória no jogo pelo Brasileirão.

"A Libertadores é muito diferente e não podemos dar uma brecha dessas", pontuou o técnico. Ele terá os retornos de João Paulo, Madson e Sandry, desfalques na primeira partida porque haviam testado positivo para covid-19 pela segunda vez, não podendo entrar no Equador.

VOLTA!
Luan Peres também cumpriu o período de isolamento e é mais um reforço para o treinador. O defensor vai formar a dupla de zaga com Lucas Veríssimo. Poupado contra o Sport por conta do desgaste físico, Alison deve ser titular nesta terça.

Cuca indicou que jogará com quatro atacantes, com Soteldo mais recuado, municiando Marinho na direita, Lucas Braga na esquerda e Kaio Jorge no comando do ataque. Recuar o venezuelano, que costuma jogar como um ponta, seria uma alternativa diante do baixo rendimento de Lucas Lourenço e Jean Mota na armação.

REFORÇO NO MEIO DE CAMPO
A LDU confia, segundo seu técnico, o uruguaio Pablo Repetto, que é possível reverter a desvantagem e surpreender o Santos na Vila Belmiro. Para isso, o treinador conta com a volta do meio-campista argentino Lucas Villarruel, principal armador da equipe e que não jogou a partida de ida porque se recuperada da covid-19.

Repetto só utilizou Vilarruel e o atacante Martinez Borja, seus dois jogadores mais importantes, por poucos minutos no último confronto pela liga equatoriana, no fim de semana. Os atletas são o grande trunfo da equipe por um resultado positivo no Brasil.

Os desfalques são os zagueiros Franklin Guerra e Moisés Corozo, o atacante Adolfo Muñoz e os meio-campistas Ezequiel Piovi e Junior Sornoza, ex-Fluminense e Corinthians. Todos estão lesionados e não viajaram.