TJD repete a dose, punindo Paulista e Olímpia, além de jogadores, por manipulação

Cada clube vai pagar R$ 25 mil de multa e gancho de 120 dias. Dois jogadores pegaram gancho de 360 dias

Publicado em .

Cada clube vai pagar R$ 25 mil de multa e gancho de 120 dias. Dois jogadores pegaram gancho de 360 dias

São Paulo, SP, 26 (AFI) – Mais dois clubes foram punidos pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de São Paulo por manipulações de resultados. Paulista de Jundiaí e Olímpia receberam uma multa de R$ 25 mil cada e suspensão de quatro meses – 120 dias. Dois jogadores envolvidos também foram multados e suspensos e outro absolvido.

Na quarta-feira, o TJD já tinha aplicado penas semelhantes para o Barretos, também acusado de manipulação de resultado. Todos os casos aconteceram na 12.ª rodada do Campeonato Paulista da Série A3, justamente, na retomada da competição após a paralisação por causa da pandemia de coranavírus. O jogo suspeito foi a derrota do Paulista, em Jundiaí, por 3 a 2, para o Olímpia.

Paulista punido por ter jogadores manipulando resultado
Paulista punido por ter jogadores manipulando resultado

PUNIÇÕES IGUAIS
Os dois clubes foram acusados pelas mesmas infrações: infringir artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (deixar de cumprir o regulamento) com multa de R$ 25 mil, e por infringir artigo 239 (deixar de praticar ato de ofício, por interesse pessoal ou para favorecer ou prejudicar outrem ou praticá-lo, para os mesmos fins, com abuso de poder ou excesso de autoridade) com suspensão de 120 dias.

O Paulista de Jundiaí, inclusive, foi rebaixado dentro de campo, sendo o lanterna da competição, com 11 pontos em 15 jogos. O Grêmio Osasco, com 12 pontos, também caiu. Por isso, em 2021, os dois voltam a disputar a Segunda Divisão. O Olímpia terminou com 16 pontos em 12.º lugar.

OS JOGADORES
Dois jogadores foram considerados culpados e um deles absolvido por falta de provas. Samuel Sampaio, lateral do Paulista, e Fernando Andrade, zagueiro do Olímpia, receberam a mesma punição: 360 dias (1 ano) de suspensão e multa de R$ 2,5 mil.

Eles foram penalizados por infringir o artigo 243 (atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende).

Apenas o meia Alexandre Gaúcho, do Olímpia, acabou absolvido.