Sport 1 x 2 Botafogo - Fogão embala e dá adeus à degola

Honda e Caio Alexandre comandaram a vitória contra o Leão da Ilha

Publicado em .

Honda e Caio Alexandre comandaram a vitória contra o Leão da Ilha

Recife, PE, 11 (AFI) - Há menos de um mês, Honda e Caio Alexandre foram substituídos por Paulo Autuori ainda no primeiro tempo diante do Vasco. Não é comum técnicos "sacrificarem" jogadores antes do intervalo. O técnico caiu, eles voltaram a formar dupla sob direção de Bruno Lazaroni e neste domingo garantiram a vitória por 2 a 1 sobre o Sport.

O japonês abriu o marcador e Caio Alexandre fez o segundo gol. Já havia marcado diante do Palmeiras. O Botafogo somou sua segunda vitória seguida no Brasileirão e subiu bastante na tabela. Com 18 pontos, a distância para a zona de rebaixamento agora é de três pontos. Já o Sport parou nos 20, em nono.

Na quebra do jejum de dez partidas sem vitórias, a dupla também teve papel decisivo. Honda jogou demais diante do Palmeiras e Caio Alexandre fez o segundo gol naquele triunfo por 2 a 1.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS

AGORA VAI?
Na Ilha do Retiro, em Pernambuco, a meta botafoguense era não deixar a recuperação ficar apenas em um rodada. O discurso era de coragem. Justamente o apresentado do começo ao fim.

Bem armado por Lazaroni, o Botafogo mandou no primeiro tempo. Jogadas envolventes, segurança e gols. Uma saída errada de Luan Polli, aos 27, ocasionou o primeiro gol da noite no Recife. O goleiro do Sport deu nos pés de Honda, que ajeitou e bateu colocado. O japonês ainda desperdiçou bom passe de Pedro Raul para ampliar.

QUEM SEGURA?

Os donos da casa não conseguiam chegar na meta de Diego Cavalieri e ainda erravam além da conta. Antes do apito final, Patric afastou mal e o Botafogo não perdoou. Boa trama ofensiva e a bola caiu nos pés de Kanu. Se aventurando ao ataque, o zagueiro deu bela assistência para o volante artilheiro Caio Alexandre ampliar.

UM EXPULSO

Mas ao Botafogo tudo é mais difícil, sempre pregam seus torcedores. Depois de um primeiro tempo de total domínio, uma entrada forte de Rafael Forster em Barcia aos 8 minutos e o jogo sofreria reviravolta. O volante levou o segundo amarelo e deixou o time com 10 em campo.

Três minutos após a expulsão, Thiago Neves descontou. O primeiro gol do meia pelo Sport saiu em cabeçada perfeita. E ele quase empatou em chute defendido por Cavalieri. Foram minutos de instabilidade carioca e de pressão pernambucana. O Botafogo custou a se arrumar com 10.

SOFRIMENTO
E quando parecia ter se ajustado, um cruzamento de Luciano Juba, aos 38, bateu na mão de Rhuan, dentro da área. O lance e poderia transformar a boa apresentação em novo tropeço. O Botafogo desperdiçou muitos pontos cedendo empate no fim neste Brasileirão.

O árbitro daria o pênalti? Após longa consulta no VAR, optou pela não marcação para alívio dos cariocas. O time se fechou na defesa nos minutos finais e comemorou muito nova vitória por 2 a 1.