Comercial x Batatais - Duelo de classificados na última rodada da A3!

Bafo e Fantasma já estão garantidos nas quartas de final da competição; time de Ribeirão Preto ainda pode chegar à vice-liderança

Publicado em .

Bafo e Fantasma já estão garantidos nas quartas de final da competição; time de Ribeirão Preto ainda pode chegar à vice-liderança

Ribeirão Preto, SP, 09 (AFI) - Já classificados às quartas de final, Comercial e Batatais se enfrentam pela 15ª e última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3, neste sábado, às 15h, no estádio Palma Travassos.

O Bafo é o terceiro colocado, com 27 pontos, e ainda briga pela vice-liderança, atualmente com o EC São Bernardo, com a mesma pontuação e que enfrenta o Capivariano fora de casa. O Batatais, com 21 pontos, é o sétimo colocado e ainda pode terminar em uma posição melhor caso vença.

GALO

O Batatais garantiu sua classificação na rodada passada, após empate em 1 a 1 com o Velo Clube, em casa.

Para o confronto diante do Comercial, o técnico Nívio Caetano conta com o retorno do volante Victor Hugo, após cumprir suspensão, e do atacante Nicolas, ausente dos dois últimos jogos em por período de isolamento devido ao teste positivo de covid-19. O desfalque fica por conta do meia Kawan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. João Pedro pode ser a opção em seu lugar.

BAFO

Comercial de olho na vice-liderança da A3 contra o Batatais (Foto: Divulgação/Comercial)
Comercial de olho na vice-liderança da A3 contra o Batatais (Foto: Divulgação/Comercial)
O técnico Fahel Júnior contará com o retorno de seis jogadores que foram ausência na vitória por 3 a 0 diante do Olímpia na última passada: o zagueiro Rodrigo Sabiá, o lateral-esquerdo Brayan, o volante Juninho e os atacantes Bruno Sabiá, Lucas Lino e Warlei. O comandante fez uma avaliação sobre a rodagem do elenco.

"O grupo todo está sendo usado devido às circunstâncias e ao cenário que estamos vivendo. É bom isso. Você coloca o atleta e ele corresponde, então não é uma dor de cabeça, é uma coisa boa, e coisa boa não dói a cabeça. Temos atletas preparados. É bom trabalhar com um grupo em que o atleta entra e sabe o que faz", disse Fahel Junior.