São Paulo registra B.O. após vandalismo das suas organizadas

Parte da torcida organizada do São Paulo tentou derrubar um portão do CT, fez quebra-quebra e só parou com a chegada da polícia

Publicado em .

Parte da torcida organizada do São Paulo tentou derrubar um portão do CT, fez quebra-quebra e só parou com a chegada da polícia

São Paulo, SP, 30 (AFI) - A relação entre clubes e organizadas é de amor e ódio. O segundo sentimento bateu nos coraçõezinhos de parte da torcida do São Paulo após a eliminação diante do Mirassol no Campeonato Paulista. A diretoria também se enfureceu com os protestos das organizadas.

Tanto é verdade que os dirigentes tricolores registraram, nesta quinta-feira, um Boletim de Ocorrência por conta do vandalismo praticado por alguns "torcedores" no Centro de Treinamento da Barra Funda.

Nada feliz. (Foto: Miguel Schincariol / São Paulo)
Nada feliz. (Foto: Miguel Schincariol / São Paulo)
Parte da torcida organizada do São Paulo tentou derrubar um portão do CT, fez quebra-quebra e só parou com a chegada da polícia. Nas redes sociais, os torcedores criticaram Daniel Alves, Juanfran, Alexandre Pato, o técnico Fernando Diniz e até os ídolos Raí e o uruguaio Lugano, além do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

O São Paulo não conquista o Campeonato Paulista desde 2005. É o time grande que está há mais tempo sem ganhar o Estadual. O clube tricolor não é campeão desde 2012, quando faturou a Copa Sul-Americana. Leco assumiu a presidência em 2015 e deixará o comando sem ganhar títulos, já que a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro serão encerrados após o término de seu mandato.