'Galináceos', 'minoria', técnico da Ponte alfineta Guarani após classificação

A Macaca se garantiu na elite e classificou às quartas de final ao bater o Mirassol por 1 a 0

Publicado em .

A Macaca se garantiu na elite e classificou às quartas de final ao bater o Mirassol por 1 a 0

Campinas, SP, 26 (AFI) - O lado alvinegro de Campinas está em festa. A Ponte Preta terminou a Primeira Fase do Campeonato Paulista classificado para as quartas de final, em um momento em que todos apostavam no rebaixamento do clube à Série A2. A 'zoeira' foi ainda maior com a eliminação precoce do Guarani do torneio. O Bugre ficou de fora da próxima fase após deixar passar a classificação entre os dedos.

Em entrevista coletiva neste domingo, após a vitória contra o Mirassol, por 1 a 0, João Brigatti, que já admitiu ser torcedor da Ponte Preta, não controlou e disparou provocações em direção do Guarani. O treinador estava em êxtase com a classificação da Macaca e, ainda melhor, com a permanência na divisão, o que até pouco tempo era considerada impossível.

"Então meu amigo, aqui é Ponte Preta, aqui é raça, é tradição, é uma instituição centenária. Aqui a gente prega a vontade, a determinação, e a gente luta, a gente deixa sangue dentro de campo para a nossa torcida. Acho que hoje todos nós estamos de parabéns. A torcida está muito feliz, eu tenho certeza, mas isso serve para a torcida da Ponte também, tem que acreditar um pouco mais de quem é da casa, que trabalha e que se mata por esse clube", falou o treinador, que completou com provocações ao rival.

Ponte comemorou muito a vaga nas quartas de final
Ponte comemorou muito a vaga nas quartas de final
PROVOCAÇÕES!
"A gente vem sofrendo há muito tempo, principalmente depois da paralisação do campeonato, que nós ficamos 128 dias sendo chacota de muita gente, principalmente da minoria de Campinas, e até do nosso próprio torcedor, que já não confiava mais, não acreditava mais que a gente podia reverter uma situação dessa. A gente conseguiu resgatar uma confiança, na verdade, que estava totalmente perdida, então acho que nosso elenco está criando uma identidade e isso é muito bonito, muito legal. O que nós fizemos agora dentro do vestiário, todo mundo abraçado, agarrado ali, só assim que a gente consegue as vitórias, só assim que a gente consegue reverter situações dentro do futebol e na nossa vida. Se você não pensar positivo e não focar que é capaz, que você consegue fazer aquilo, principalmente na adversidade, não tem ninguém que vai lutar por você, então todos nós estamos de parabéns."

Brigatti seguiu com as provocações: "Eu quero aproveitar a audiência e dizer para esses 30% desses galináceos de Campinas que façam bom proveito do pavio e dos rojões que iriam soltar na quarta-feira lá esperando o nosso rebaixamento", finalizou.

O treinador exaltou a entrega dentro de campo dos atletas, que mantiveram a equipe na elite do Estadual. "Ponto forte foi a entrega dos nossos atletas, o mérito é todo deles, o que eles se doaram nos treinamentos, através de videoconferência, treinamento presencial, foi uma entrega total, e que hoje culminou com a classificação. Lógico, passava pela nossa cabeça uma preocupação muito grande, eu não queria jamais manchar minha imagem de carreira principalmente com rebaixamento na Ponte Preta, então estamos felizes, até ficamos emocionados aqui, e eu ponho como ponto forte a entrega e a identidade que se criou dentro desse clube", concluiu.

SITUAÇÃO
A Ponte Preta entrou na última rodada na zona de rebaixamento, precisando vencer o Mirassol, além de contar com outros resultados. A vitória do Palmeiras diante do Água Santa foi essencial para a permanência da equipe.