Athletico-PR foi único que não aceitou proposta da CBF: "Prejuízo seria muito grande"

O presidente Mario Celso Petraglia acredita que o prejuízo seria muito grande se o clube tivesse de jogar fora da Arena da Baixada

Publicado em .

O presidente Mario Celso Petraglia acredita que o prejuízo seria muito grande se o clube tivesse de jogar fora da Arena da Baixada

Curitiba, PR, 26 (AFI) – O Atlético-PR foi o único clube que não aceitou a proposta da CBF de não mandar jogos fora de sua cidade durante o Campeonato Brasileiro caso a prefeitura não libere a realização de eventos esportivos.

O presidente do clube, Mario Celso Petraglia se justificou em entrevista à Tribuna do Paraná. Para o dirigente, os clubes de cidades que não forem liberadas terão um grande prejuízo.

“A CBF pôs em votação com 80% das cidades estando liberadas. As que, por ventura, estiverem impedidas para treinamentos e jogos, o problema será do clube, que terá de encontrar uma outra cidade para treinar e jogar”, justificou.

“Não podemos aceitar que o Athletico vá treinar e jogar fora da sua cidade e estádio. O prejuízo técnico, de performance e financeiro seria muito grande. Como temos as principais capitais liberadas, ou prestes a serem liberadas, caso de São Paulo, no nosso entendimento é totalmente injusto o início do campeonato com essa determinação”, completou Petraglia.

Todos os outros clubes do Brasileirão concordaram com a medida e o campeonato deve ter início no final de semana de 8 e 9 de agosto. No entanto, ainda há questões a serem debatidas tanto em relação aos locais dos jogos quanto outros detalhes.