Paulista A2: 'Não seria ideal uma volta', reforça presidente de candidato à queda

"Vai impactar até no planejamento do ano seguinte, já que poderíamos estar planejando 2021", disse Dayvid Medeiros

Publicado em .

"Vai impactar até no planejamento do ano seguinte, já que poderíamos estar planejando 2021", disse Dayvid Medeiros

Rio Claro, SP, 24 (AFI) - O presidente do Rio Claro, Dayvid Medeiros, comentou como o Galo Azul, que disputa o Campeonato Paulista da Série A2, vem trabalhando durante a pandemia de covid-19, confirmando que apenas alguns atletas seguem com contrato.

“Oferecemos um acordo para os atletas com as possibilidades com as quais o clube poderia cumprir. Todos aceitaram, já receberam uma parte dos valores e aguardam a volta do campeonato para receber outra parte. Foi satisfatório para todos e estamos aguardando uma posição da Federação para tomar outras decisões. Dos atletas do atual elenco, só continuam com contratos vigentes os atletas da base que estavam no grupo, mas o pensamento é que, quando tivermos uma sinalização para a volta, alguns jogadores do grupo atual possam retornar para concluir o campeonato", afirmou ao Jornal da Cidade de Rio Claro.

Dayvid Medeiros
Dayvid Medeiros
CONTA MAIS!
Após 12 das 15 rodadas da primeira fase, o Rio Claro aparece na 13.ª colocação entre 16 participantes, com 13 pontos. Votuporanguense e Penapolense, com nove, formam o Z2 a zona de rebaixamento. São Caetano, Juventus e Portuguesa, com 18, fecham o G8, o grupo de classificação às quartas de final.

“Eu acredito que esse momento não seria ideal uma volta, já que a maioria dos clubes está inativa desde a parada, os jogadores na mesma situação. Uma volta, com um período curto para treinamento dos jogadores, pode gerar muitas lesões aos atletas, sem falar na questão financeira, já que o planejamento foi feito até maio", assegurou o dirigente rio-clarista, antes de completar.

"Com isso o orçamento está comprometido e, assim, os clubes não vão ter o mesmo poder de contratação e o nível do campeonato não será o mesmo. Mas como sempre venho falando, financeiramente não é viável, mas desportivamente a volta é importante, mas não acho ideal essa volta, já que vai impactar até no planejamento do ano seguinte, já que poderíamos estar planejando 2021, mas infelizmente ainda estamos pensando em planejar uma possível volta da A-2 de 2020”, encerrou.