Dirigente do Botafogo sobre presidente do Fla e Bolsonaro: "Mascarados"

Carlos Augusto Montenegro se posicionou várias vezes contra a volta do futebol em meio a pandemia

Publicado em .

Carlos Augusto Montenegro se posicionou várias vezes contra a volta do futebol em meio a pandemia

Rio de Janeiro, RJ, 20 (AFI) - Sem papas na língua, o membro do Conselho Gestor do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, concedeu uma entrevista para lá de polêmica na última sexta-feira à Fox Sports.

Montenegro não economizou nas críticas ao presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e também ao diretor de arbitragem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Luiz Mairovitch.

Relacionamento entre Rodolfo Landim e Jair Bolsonaro está causando estranheza
Relacionamento entre Rodolfo Landim e Jair Bolsonaro está causando estranheza
"Eles estão muito mascarados, arrogantes, achando que estão em outro patamar", disparou o dirigente botafoguense.

NÃO PAROU POR AÍ
Mas tinha mais. Carlos Augusto Montenegro ironizou a boa relação entre Rodolfo Landim e Jair Bolsonaro, lembrando até da prisão de Francisco Queiroz na última sexta-feira por supostamente estar envolvido no esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio.

"O presidente do Flamengo não sai de Brasília. O presidente da República acabou de perder um assessor, o Queiroz, que foi preso, e está arranjando outro (Landim). Não estou entendo nada, medida provisória no meio do campeonato", disparou Montenegro.

A Medida Provisória que o dirigente do Botafogo se referiu foi assinada por Jair Bolsonaro na última sexta-feira e gerou revolta dos outros clubes brasileiros com o Flamengo.

A principal novidade é em relação aos direitos de transmissão dos jogos, que poderão ser negociados diretamente pelos clubes mandantes.