Presidente diz que Robinho 'tem toda a condição' de voltar para o Santos

O dirigente não confirmou uma negociação, mas garantiu que a possibilidade de um retorno é real

Publicado em .

O dirigente não confirmou uma negociação, mas garantiu que a possibilidade de um retorno é real

Santos, SP, 19 (AFI) - O presidente do Santos, José Carlos Peres, afirmou nesta sexta-feira que Robinho "tem toda a condição" de voltar a defender a equipe paulista. O dirigente, contudo, não falou em negociações ou deu detalhes sobre condições financeiras para um eventual acerto entre as duas partes.

"Robinho tem toda condição de vir para o Santos, vai depender da parte financeira. É um Menino da Vila, sempre jogou bem no Santos", disse o presidente, em entrevista ao canal Fox Sports. "Acho que cabe mais uma vez ele vir para o Santos, é muito bom de vestiário. Não tem muito o que discutir."

O jogador de 36 anos já soma três passagens pelo Santos, time onde se desenvolveu e despontou para o futebol mundial. As novas especulações sobre a possível negociação entre Robinho e o Santos surgiram em razão da proximidade do fim do contrato do atleta com o Basaksehir, da Turquia.

Robinho tinha contrato com o clube estrangeiro somente até junho, mas o vínculo acabou sendo estendido até o fim da temporada, atrasada devido à pandemia do novo coronavírus. Ou seja, ele poderia estar liberado para um eventual acerto com o clube brasileiro a partir de agosto.

Na mesma entrevista, o presidente santista revelou que o lateral-esquerdo Felipe Jonatan vem sendo sondado por clubes franceses. "Pessoal da França quer contratar o Felipe Jonatan", declarou Peres, sem dar detalhes nem citar nome de times supostamente interessados no atleta.

Pouco antes, o presidente do Santos havia feito elogios ao atleta de 22 anos. "Ninguém fala do Soteldo, jogador que compramos 50% por 3 milhões de dólares e vale 30. Não falam do Kaio Jorge, do Sasha, do Everson, do Felipe Jonatan, do próprio Marinho", declarou o dirigente ao canal.

EXAMES
A sexta-feira foi de testes no CT Rei Pelé. Ao todo, foram 24 jogadores e 45 funcionários de outros setores submetidos a testes para covid-19. O objetivo do clube é se preparar para as avaliações clínicas e físicas que serão feitas no elenco na semana que vem, antes da retomada oficial dos treinos, no dia 1º de julho, segundo decisão do governo do Estado.

"Dos atletas nós colhemos os exames de PCR, onde colhemos secreção da orofaringe, e de sorologia. Já com os funcionários nós colhemos apenas a sorologia. Todos também responderam um questionário sobre possíveis sintomas de coronavírus", afirmou Ricardo Galotti, médico do Santos.

Um dos atletas testados, o meia Soteldo brincou com a experiência. "Um pouco desagradável esse teste com o cano no nariz. Mas tirando a brincadeira, foi por uma boa causa. Todos os exames estão sendo feitos da melhor maneira possível. Agora é só esperar os resultados para poder matar a saudade dos treinos. Não vejo a hora de voltar a trabalhar com meus companheiros. Estava sentindo muita falta da competitividade diária, das brincadeiras com os amigos também", comentou.