Com Albert Einstein, FPF tenta antecipar retorno do Campeonato Paulista

A entidade vem tomando todas as medidas necessárias para retornar com o futebol com a máxima segurança possível

Publicado em .

A entidade vem tomando todas as medidas necessárias para retornar com o futebol com a máxima segurança possível

São Paulo, SP, 30 (AFI) - A Federação Paulista de Futebol (FPF) está trabalhando forte nos bastidores para retomar o campeonato estadual nas próximas semanas. A entidade, apesar de não confirmar oficialmente, fechou um convênio com o hospital Albert Einstein para poder realizar testes de COVID-19 em todos jogadores, comissão técnica e funcionários de todos os 16 clubes de seu torneio.

A iniciativa deve ser revelada apenas com o aval das prefeituras onde os jogos deverão ser realizados, já que a Federação necessita da flexibilização dos treinos presenciais para poder marcar a data de retomada dos jogos do Campeonato Paulista. Os protocolos de saúde já estão sendo enviados aos representantes das cidades.

FPF tenta antecipar retorno do Paulistão
FPF tenta antecipar retorno do Paulistão
Vale lembrar que o plano traçado para retomada dos treinos presenciais pelo governador Dória libera tais atividades apenas em julho. A ideia é antecipar para junho, para que os jogos se iniciem no mês seguinte.

"Não vamos fazer nada arriscado. Estamos nos propondo a fazer algo com controle absoluto. Tomando todos estes cuidados, estaremos mais seguros dentro do gramado do que num supermercado, onde colocamos a mão num pacote de bolacha ou de macarrão e corremos o risco de contaminação", disse o médico Moisés Cohen, presidente da Comissão Médica da FPF.

COM CALMA!
Para isso, foi apresentados protocolos que garantem a segurança dos atletas. Nas equipes de São Paulo, eles treinariam separadamente, mas dentro do Centro de Treinamento, diferente do Estado de Santa Catarina, por exemplo, onde atletas treinam com outros de sua posição.

Como o caminho ainda é longo para uma possível liberação, a FPF optou por tratar do assunto internamente, evitando criar uma expectativa sobre o retorno do futebol no Estado.