Segundo maior devedor à União, Guarani vê dívida suspensa por pandemia do coronavírus

Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional determina interrupção do pagamento por, pelo menos, 90 dias

Publicado em .

Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional determina interrupção do pagamento por, pelo menos, 90 dias

Campinas, SP, 23 (AFI) - Por pandemia do coronavírus, declarado pela Organização Mundial da Saúde, o Guarani vê a Procuradoria- Geral da Fazenda Nacional suspender pelos próximos 90 dias a cobrança da dívida ativa com a União.

Segundo maior devedor entre os clubes do Brasil, Bugre possui alto passivo tributário e previdenciário com a entidade, no valor de R$ 150,4 milhões.

Guarani vê dívida suspensa por pandemia do coronavírus - André Albuquerque / Guarani FC
Guarani vê dívida suspensa por pandemia do coronavírus
As medidas são válidas enquanto durar o cenário de emergência sanitária no país. A determinação se dá segundo Portaria nº 7.821, publicada no Diário Oficial da União, em 18 de março de 2020.

Os desdobramentos da doença vão ditar os novos passos deste processo burocrático - há possibilidade de que o prazo de três meses seja estendido para o segundo semestre.

As medidas, segundo site oficial da Procuradoria, têm como meta viabilizar a superação da crise financeira, levando em conta os efeitos da pandemia sobre as condições de pagamento dos contribuintes.