Conheça cinco jogadores da LaLiga que voltaram ao seu clube formador

O Dia de São Valentim é comemorado anualmente em 14 de fevereiro em diversos países do mundo

Publicado em .

O Dia de São Valentim é comemorado anualmente em 14 de fevereiro em diversos países do mundo

Campinas, SP, 14 - O Dia de São Valentim é muito bem representado por um sentimento: o amor, que expressa bem a ligação entre torcedores e times de futebol. Mas, é claro que isso não se restringe aos fãs, sendo também estendido aos próprios jogadores.

O Dia de São Valentim é comemorado anualmente em 14 de fevereiro em diversos países do mundo, dentre eles a Espanha, sede da LaLiga. Também conhecido como o "Dia dos Namorados" ou "Valentine’s Day", esta é uma data especial celebrada por casais de várias partes do planeta, onde se comemora o amor e a união das pessoas que se amam. Sentimento que é compartilhado pelos torcedores de futebol, em relação a seus respectivos clubes.

Mas, existem casos que tal sentimento também é partilhado pelos próprios jogadores, como mostraremos a seguir:
Santi Cazorla (Villarreal)
Houve um momento especial no verão europeu de 2018, quando um mágico fez Santi Cazorla aparecer na frente dos torcedores do Villarreal, dentro do campo, no Estádio de La Cerámica.
Foto: Divulgação / LaLiga
Foto: Divulgação / LaLiga

O meia, que foi revelado pelo clube e depois passou por Málaga e Arsenal (onde sofreu uma grave lesão), enfim retornava à sua casa. Não estava claro se seria o mesmo Cazorla de antes, mas provou ser o melhor de sempre, e está deslumbrando os fãs espanhóis que novamente o veem vestindo o amarelo do clube.
Jesús Navas (Sevilla)
Jesús Navas entrou nas categorias de base do Sevilla aos 15 anos de idade, permanecendo no clube até os 27, conquistando nada menos que seis taças distintas (Liga Europa, duas vezes, Copa do Rei, novamente em duas oportunidades, e a Supercopa da Espanha).
Foto: Divulgação / LaLiga
Foto: Divulgação / LaLiga

Na sequência, vestiu a camisa do Manchester City entre as temporadas 2013 e 2017, até acertar seu retorno aos rojiblancos. Desde então, ele domina a ala direita da equipe andaluza e se tornou um dos melhores laterais do futebol espanhol. É uma das grandes referências da base de Sevilla.
Aritz Aduriz (Athletic Club)
Embora tenha nascido e sido criado em San Sebastián, Aritz Aduriz atravessou o País Basco para iniciar sua carreira no futebol profissional no Athletic Club Bilbao - por onde coleciona três passagens marcantes.
Foto: Divulgação / LaLiga
Foto: Divulgação / LaLiga

Nesse meio tempo, o atacante vestiu as camisas de Burgos, Real Valladolid, RCD Mallorca e Valencia CF, até retornar ao seu clube formador em 2012. Agora, Aduriz anunciou que se aposentará ao final da temporada 2019/20, e é justo que ele o faça usando as cores vermelho e branco.
Joaquín (Real Betis)
Não há nenhum jogador na história do Real Betis como Joaquín. Atualmente, ele é jogador, capitão e até acionista do Benito Villamarín. É uma lenda que personifica o Real Betis.
Foto: Divulgação / LaLiga
Foto: Divulgação / LaLiga

Mas, essa história de amor também viveu dias de saudade, como quando ele deixou a Andaluzia em 2006, para jogar em clubes como Valência, Málaga e Fiorentina. Acertando seu retorno somente em 2015, renovando seu contrato recentemente, para terminar a carreira no time que tanto ama.
Piqué (Barcelona)
Gerard Piqué chegou a passar pela base de La Masía, no Barcelona, mas foi na categoria inferior do Manchester United que ele se formou para o futebol profissional, passando ainda pelo Real Zaragoza antes de ganhar fama.
Foto: Divulgação / LaLiga
Foto: Divulgação / LaLiga

Foi quando, após vencer a Liga dos Campeões com o clube inglês, na temporada 2007/08, que o zagueiro enfim acertou seu retorno ao Barça. Realizando, um ano depois, o sonho de ser campeão com o clube de sua cidade natal, por onde atua até os dias atuais.