Segundona: Filme repetido! Conquista do Galo tem gol no final e zagueiro como heroi

Assim como em 2010, título conquistado em Jundiaí teve gol marcado aos 44 por um defensor

Publicado em .

Assim como 2010, título conquistado em Jundiaí teve gol marcado aos 44 por um defensor

Jundiaí, SP, 02 (AFI) - A conquista do título do Paulista do Campeonato Estadual da Segunda Divisão neste sábado, em Jundiaí foi como se os torcedores tivessem vendo um filme repetido no estádio Jayme Cintra. Em 2010, último ano que o Galo tinha faturado um caneco - o da Copa Paulista - dentro do Estádio Jayme Cintra, também teve gol de zagueiro feito de cabeça no final da decisão e casa cheia,

Assim como 2010, o gol do título saiu aos 44 minutos. Em 2019, o zagueiro João Paulo foi o autor da façanha com gol do empate em 3 a 3 com o Marília. Em 2010, na conquista da Copa Paulista após empate por 1 a 1 com o Red Bull, um zagueiro, Rodrigo Sabiá também foi o herói.

João Paulo marcou no final; Foto: Gustavo Amorim
João Paulo marcou no final; Foto: Gustavo Amorim
Naquele ano, o Paulista empatou por 1 a 1 com o Red Bull em Campinas e ficou com o título. Na primeira decisão em Campinas, a partida terminou com empate também por 1 a 1 e como o Galo Japi fez uma melhor campanha na somatória de todas as fases, foi campeão.

Mesma situação deste ano. Paulista empatou sem gols em Marília e o 3 a 3 deste sábado garantiu o título da Segunda Divisão.

GOL NO FINAL
A partida final entre Paulista e Red Bull aconteceu no dia 28 de novembro de 2010. Até os 44 minutos do segundo tempo, o Paulista perdia o campeonato, o que aconteceu neste ano.

O Red Bull abriu o marcador aos cinco minutos do segundo tempo, com Alex Rafael. Como tinha ocorrido empate no primeiro jogo, o placar de 1 a 0 dava o título para o Red Bull. O gol do título saiu somente aos 44 minutos. Depois de cobrança de escanteio, o zagueiro Rodrigo Sabiá subiu mais que a zaga e cabeceou sem chances para o goleiro Luiz Fernando.

EM 2019
João Paulo tinha marcado o primeiro gol do Galo neste sábado. Mateus Morais fez o segundo e novamente João Paulo, aos 44, garantiu o título. Assim como Sabiá, João Paulo é o 'zagueiro heroi' do Galo.

CASA CHEIA
Em 2010, a partida aconteceu em um domingo de manhã e mobilizou toda a cidade. O estádio Jayme Cintra teve um público naquela manhã de 8.054 pagantes e uma renda de R$ 54.400,00.

Em 2019, o jogo no sábado levou 7895 torcedores ao estádio Jayme Cintra, um recorde da competição. A renda foi de R$ 126.260, 00