Seleção da SÉRIE B armada no esquema 4-3-3 e com técnico com fama de pé quente

A Seleção da SÉRIE B foi eleita em cima de indicações que vieram de todo o Brasil. Está armada no esquema 4-4-3

Publicado em .

A Seleção da SÉRIE B foi eleita em cima de indicações que vieram de todo o Brasil. Está armada no esquema 4-4-3

Campinas, SP, 8 (AFI) – Mais uma rodada equilibrada foi disputada nesta semana pelo Campeonato Brasileiro da SÉRIE B. A briga lá em cima continua entre os mesmos clubes que, por coincidência, se enfrentaram neste rodada.

O Sport bateu o líder Bragantino e subiu para terceiro lugar, enquanto o Atlético-GO subiu para a vice-liderança ao superar o Coritiba, que caiu para a quarta posição. Estes quatro clubes são, neste momento, após a 21.ª rodada, os favoritos ao acesso.

A Seleção da SÉRIE B foi eleita em cima de indicações que vieram de todo o Brasil. Está armada no esquema 4-4-3 e tendo no comando Guto Ferreira, que completou 54 anos no sábado, e festejou muito a vitória do Sport sobre o forte Bragantino.

Sport segurou o líder Bragantino
Sport segurou o líder Bragantino

COBERTURA COMPLETA
A competição é organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e tem a cobertura completa do Portal FUTEBOL INTERIOR.

Com os jogos online pelo PLACAR AO VIVO, bem como no Aplicativo APP Placar FI.

Depois com comentários e fichas técnicas de todos os jogos.


CONFIRA TODOS OS DETALHES DA 21.ª RODADA. CLIQUE AQUI !
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Confira a SELEÇÃO DA SÉRIE B montada com indicações
de dezenas de colaboradores de todo o Brasil:

Ygor Vinhas (Ponte Preta);

Maílton (Operário), Leandro Almeida (Paraná), Ricardo Silva (América-MG) e Ednei (Brasil-RS);

Zé Antônio (Figueirense), Arthur Rezende (Guarani) e Jorginho (Atlético-GO);

Guilherme (Sport), Wesley (Vitória) e Fábio (Oeste).

Técnico: Guto Ferreira (Sport)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Goleiro: Igor Vinhas (Ponte Preta)
Pegou muito no empate sem gols contra o Criciúma, em Santa Catarina. Fez, pelo menos, cinco grandes defesas que garantiram o empate sem gols da Ponte Preta em Criciúma.

Curioso é que ele ocupa o lugar de Ivan, servindo a seleção brasileira principal de Tite, que faz dois amistosos nos Estados Unidos. Destaques também para Matheus Vidotto, do Figueirense e Maílson do Sport. Darlei, do Botafogo-SP, também foi bem.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Maílton: gol e garra
Maílton: gol e garra

Lateral-direito: Maílton (Operário)
Mia suma vez ‘matou a pau’ demonstrando muita força na marcação e velocidade no ataque. Tanto que marcou um golaço, após lançamento com os pés do goleiro Rodrigo Viana.

Deixou o campo nos últimos minutos casando de tanto correr e sentindo cãimbras.

Zagueiro: Leandro Almeida (Paraná)
Muita firmeza no comando da defesa do tricolor paranista, que saiu atrás no placar, porém, depois soube chegar à virada e à conquista de três pontos importantes.

Zagueiro: Ricardo Silva (América-MG)
Na campanha de recuperação que está fazendo o Coelho, o objetivo principal era buscar um ponto em Ribeirão preto. A defesa foi bem exigida, mas o zagueiro Ricardo Silva se manteve firme e não deu espaços aos atacantes botafoguenses.

Ednei: gol importante
Ednei: gol importante

Lateral-esquerdo: Ednei (Brasil)
Ao contrário do que alguns pensam, ele é um jogador participativo, que ajuda o time tanto na marcação como no ataque.

Não à toa marcou o gol da vitória, por 1 a 0, sobre o Londrina, em Pelotas. Além disso, tem mantido forte regularidade e ajudado na recuperação do time gaúcho na tabela de classificação.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volante: Zé Antônio (Figueirense)
A sua experiência tem ajudado bastante a reestruturação armada pelo técnico Vinícius Eutrópio com o time catarinense. O trauma causado pelo atraso de salários e até mesmo um WO para o Cuiabá ainda afetam o time, que não vence há 12 jogos. Desta vez não levou gol do São Bento, em Sorocaba.

Meia: Arthur Rezende (Guarani)

Figueirense marcou bem o São Bento
Figueirense marcou bem o São Bento

Apesar da derrota do lanterna, o meia fez a sua parte ao marcar dois gols. Um deles numa bela cobrança de falta. Na verdade, desta vez quem errou clamorosamente foi o jovem técnico Thiago Carpini, que armou o time de forma muito ofensiva, desprotegendo a sua frágil defesa e perdendo para o Oeste por 3 a 2.

Meia: Jorginho (Atlético-GO)
Criticado em algumas partidas, Jorginho volta a ser decisivo para o Atlético-GO nas últimas rodadas.

Neste jogo contra o Coritiba, assumiu a responsabilidade de principal jogador da equipe e ajudou com muita movimentação, roubadas de bola, assistência no primeiro gol e participação decisiva no segundo tento rubro-negro. Deitou e rolou.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atacante: Guilherme (Sport)
Vice-artilheiro do Sport, com oito gols, Guilherme novamente fez a diferença na vitória por 2 a 1 diante do Bragantino.

O atacante não deu sossego para os marcadores do líder do campeonato e apareceu no fim – nos acréscimos - para dar a vitória ao Leão. Parece ter recuperado o bom futebol de tempos passados.

Oeste venceu Guarani em Campinas
Oeste venceu Guarani em Campinas

Atacante: Wesley (Vitória)
Se a obrigação do atacante é marcar gols, então ele fez sua parte com perfeição na partida em que o Vitória bateu por 2 a 0 o Vila Nova, mesmo atuando em Goiânia.

O rubro-negro baiano vai mostrando a cada rodada que vai se distanciar da zona de rebaixamento, embora a sonhada volta à elite esteja distante agora já com o returno em andamento.

Atacante Fábio (Oeste)
Fez um gol e ainda participou das poucas jogadas ofensivas do time, com bons passes e abrindo espaços. Foi uma peça tática importante, porque abriu espaços para as finalizações, ajudando na vitória sobre o Guarani por 3 a 2 em Campinas.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Técnico: Guto Ferreira (Sport Recife)
É um especialista da Série B, tanto eu conseguiu com muito trabalho equilibrar o time rubro-negro de Recife que a cada rodada vai se firmando dentro do G4 – zona de acesso. Nesta rodada,

Guto: busca de acesso pelo Sport
Guto: busca de acesso pelo Sport

em casa, bateu o líder Bragantino por 2 a 1, o que mostra que o Sport está mesmo entre os melhores times da competição. Com 35 pontos é o terceiro colocado.

Depois de acessos com Ponte Preta e Bahia, Guto Ferreira seguiu sua carreira. Teve altos e baixos, mas espera carimbar outro acesso nesta temporada.

No sábado viveu um dia especial, porque além de vencer o líder ainda completou 54 anos de vida.

Destaque também para Renan Freitas, do Oeste. Soube catimbar o jogo de seis pontos na luta contra o rebaixamento, armar o esquema de forma a neutralizar o Guarani, explorando as fragilidades da zaga bugrina. Resultado: venceu por 3 a 2, mesmo sendo o ‘Rei dos Empates’ – 11 vezes.