Série B: Problemas financeiros voltam a assombrar o Figueirense

Nesta segunda-feira, o preparador de goleiros Joseval Vieira e a psicóloga Dalila Ayala deixaram o clube

Publicado em .

Nesta segunda-feira, o preparador de goleiros Joseval Vieira e a psicóloga Dalila Ayala deixaram o clube

Florianópolis, SC, 12 (AFI) - Há duas semanas, a diretoria do Figueirense anunciou que as pendências financeiras haviam sido quitadas. No entanto, o clube segue convivendo com problemas fora de campo. Elenco e funcionários não receberam o salário referente a julho.

Nesta segunda-feira, por exemplo, o preparador de goleiros Joseval Vieira e a psicóloga Dalila Ayala deixaram o clube após conseguirem as rescisões na Justiça do Trabalho sob a justifica de salários atrasados. Vieira estava há 14 anos no Figueirense e Ayala há um ano e meio.

Além disso, os treinamentos das categorias de base desta segunda foram cancelados por falta de ônibus para fazer o transporte dos jogadores até o Centro de Formação e Treinamento do Cambirela, em Palhoça.

Antes do preparados de goleiros e da psicóloga, o goleiro Dênis havia conseguido a rescisão contratual na Justiça também por não receber salários, enquanto o técnico Hemerson Maria entregou o cargo devido aos problemas extra-campo.

Em queda livre na tabela de classificação, o Figueirense não ganha há seis jogos na Série B e está 12ª colocação, com 20 pontos. O time volta a campo na quinta-feira, contra a Ponte Preta, no Orlando Scaropelli, pela 16ª rodada.