Flamengo busca manter os 100% de aproveitamento em casa diante do Grêmio

A equipe de Jorge Jesus segue na briga pelas primeiras colocações, mas vem de derrota por 3 a 0 para o Bahia

Publicado em .

A equipe de Jorge Jesus segue na briga pelas primeiras colocações, mas vem de derrota por 3 a 0 para o Bahia

Rio de Janeiro, RJ, 10 (AFI) - Se vem de uma derrota marcante contra o Bahia por pesados 3 a 0 fora de casa, nada melhor para o Flamengo do que voltar ao "conforto do lar" para tentar se recuperar na briga pelo título brasileiro. E é neste espaço, o Maracanã, que a equipe de Jorge Jesus tentará se manter imbatível no jogo deste sábado, às 19h, contra o Grêmio.

Jogando em seus domínios, o time carioca só conhece vitórias até o momento, tendo acumulado 18 de seus 24 pontos nessas partidas, que o levaram ao terceiro lugar na tabela. Foram seis triunfos em seis compromissos, com 19 gols marcados - ótima média de mais de três gols por partida - e sete sofridos, sendo o único time no Nacional que ainda está com 100% de aproveitamento em casa.

Os bons resultados em campo têm deixado as arquibancadas sempre tomadas de vermelho e preto, com uma média de 46.395 pagantes no Maracanã nos cinco compromissos que cumpriu naquele estádio na atual edição do Brasileirão. Para o jogo deste sábado, as vendas antecipadas já haviam ultrapassado a casa dos 40 mil bilhetes nesta sexta-feira.

Para o meia Everton Ribeiro, o fato de atuar em casa sempre é favorável, mas diante do "perigoso" Grêmio, tal vantagem pode não ser decisiva se o time não estiver atento. "Fica um jogo mais bonito quando é aberto. Para nós é melhor de jogar. Mas é mais perigoso, claro. O Grêmio tem qualidade e posse de bola. Temos de ter atenção total. Em casa ou fora, eles têm uma postura de atacar. É fazer nosso jogo para conquistarmos a vitória", comentou o camisa 7.

QUEM JOGA?
Recuperado de uma lesão óssea no pé, Everton Ribeiro tem presença certa na partida deste sábado. O mesmo não deve acontecer com o seu "xará" gremista, Everton Cebolinha, destaque da equipe do técnico Renato Gaúcho, que deve mandar a campo um time alternativo neste sábado. "O Everton está em uma excelente fase. Se não vier para o jogo, melhor para nós. Mas será difícil", afirmou o meia, capitão da equipe na ausência de Diego.

Diego, aliás, que teve uma fratura óssea e lesão ligamentar e está fora já há mais de duas semanas, é só uma das várias ausências da equipe comandada pelo técnico Jorge Jesus. Além dele, continuam de fora do time neste sábado o meia Vitinho (artroscopia no joelho), o zagueiro Rodrigo Caio e os atacantes Lincoln e Gabriel Barbosa - os últimos três todos com lesões musculares na coxa.

Os dois jogadores de frente, por sinal, até retomaram os treinos no campo durante a semana, mas a comissão técnica, por precaução, deve optar por não escalá-los, focando no duelo de quartas de final da Copa Libertadores diante do Internacional, que tem início no próximo dia 21.

Em compensação, o volante Cuéllar, poupado na partida contra o Bahia em Salvador, deve retornar à vaga de primeiro volante no lugar de Piris da Motta. O restante da equipe deve repetir a escalação que começou jogando na Fonte Nova.