Shonan Bellmare-JAP 0 x 4 Athletico-PR - Furacão vence e fatura título da Levain Cup

Além do troféu, o time brasileiro faturou uma bela quntia em dinheiro: US$ 900 mil dólares (perto de R$ 3,6 milhões)

Publicado em .

Além do troféu, o time brasileiro faturou uma bela quntia em dinheiro: US$ 900 mil dólares (perto de R$ 3,6 milhões)

Curitiba, PR, 07 (AFI) - É campeão. Na manhã desta quarta-feira (07), o Athletico-PR

conquistou o seu segundo título internacional da história. Jogando no Estádio Shonan BMW Stadium Hiratsuka, na cidade de Hiratsuka, a 50 km de Tóquio, o Furacão não teve problemas para vencer o

Shonan Bellmare-JAP

, pelo placar de 4 a 0, para ficar com a taça da

Levain Cup

(que até o ano passada era chamada de Copa Suruga).

BOLADA DE R$ 3,5 MILHÕES
Além do troféu, o time brasileiro faturou uma bela quantia em dinheiro: US$ 900 mil dólares (perto de R$ 3,6 milhões) pelo título e US$ 770 mil dólares (perto de R$ 3 milhões) apenas por ter participado do torneio. A competição foi disputada pelo campeão da Copa Sul-Americana - Athletico - e o campeão da Liga Japonesa (parecida com a Copa do Brasil) - Shonan Bellmare.

Com o título, o Furacão se junta ao Internacional, como os únicos brasileiros campeões do torneio organizado pela Conmebol e pela J League. Em 2009, o Colorado superou o Oita Trinita. Por outro lado, São Paulo e Chapecoense bateram na trave nos anos seguintes.

PRIMEIRO TEMPO
Por conta da falta de conhecimento do futebol adversário, as duas equipes começaram a partida se estudando e trocando passes no meio-campo para tentar encontrar espaço para chegar com perigo a meta oposta.

Tanto que o primeiro chance real de gol só foi acontecer aos cinco minutos, em um chute cruzado e venenoso de Rony, que obrigou o goleiro Matsubara a se esticar todo para fazer a defesa.

Athletico-PR vence Shonan Bellamere-JAP e fatura título da Levain Cup
Athletico-PR vence Shonan Bellamere-JAP e fatura título da Levain Cup

MAIS CONFIANÇA
Depois disso, o time brasileiro ganhou mais espaço e confiança e passou a atacar ainda mais o gol adversário.

Aos 28 minutos, o goleiro Santos conseguiu fazer um belo lançamento para Rony, que arrancou e da entrada da área soltou a bomba, mas mais uma vez o Athletico parou em uma boa defesa do goleiro adversário.

Já aos 30, foi a vez Wellington ter uma grande chance após uma jogada trabalhada, mas mesmo de frente para o gol, ele chutou para fora.

A resposta do Shonan Bellamere veio em forma de gol, porém o lance foi invalidado. Isso por que Tokan recebeu na área e acertou o ângulo, em um bonito chute, porém a arbitragem assinalou impedimento no lance. O placar foi sair do zero aos 40 minutos, quando Marcelo Cirino deixou o Athletico em vantagem. Wellington cruzou na medida para o atacante completar de cabeça para o fundo das redes.

Nos minutos finais a partida seguiu movimentada e aos 43, o time japonês ficou próximo do empate. Após um cruzamento, Matsuda bateu de primeira na entrada da área, mas a bola saiu rente à trave.

Depois disso, Marco Ruben ainda teve mais duas chances para ampliar o placar para os brasileiros, mas sem sucesso. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial por 1 a 0 do time visitante.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o ritmo do duelo caiu um pouco mas não demorou para o Athletico ampliar o placar. Aos 10 minutos, Bruno Nazário lançou Rony na área, que dominou no peito e chutou firme, no ângulo do goleiro Matsubara, que nada pode fazer. Enquanto isso, o Shonan Bellmare tentava chegar a meta adversária mas tinha problemas para encontrar espaço no meio-campo.

Do outro lado, o Athletico não encontrava o mesmo problema e seguiu fazendo pressão na área adversária, tanto que marcou o terceiro e o quarto gol. Aos 17 minutos, Marcelo Cirino ajeitou para Thonny Anderson, que só teve o trabalho de mandar a bola para o fundo das redes. Já aos 38, Braian Romero recebeu em profundidade e bateu na saída do goleiro, dando números finais ao duelo em 3 a 0.