Jogadores consagrados e goleadores dominam Seleção FI da 9ª rodada do Brasileirão

O técnico escolhido foi Jorge Sampaoli, que tem feito um brilhante trabalho no Santos

Publicado em .

O técnico escolhido foi Jorge Sampaoli, que tem feito um brilhante trabalho no Santos

Campinas, SP, 13 (AFI) - A nona rodada do Campeonato Brasileiro terminou nesta quinta-feira com o Palmeiras na liderança isolada do torneio, com 22 pontos, seguido por Santos (20), Flamengo (17) e Internacional (16). Atlético-MG, 16, e Goiás, 15, fecham o G6.

A Seleção FI vem com jogadores consagrados como Bruno Henrique, do Palmeiras, Rafael Sóbis, do Internacional, e Éverton Ribeiro, do Flamengo, além de atletas que se destacaram da rodada como Eduardo Sasha, do Santos, e André Luiz, do Fortaleza.

O técnico escolhido foi Jorge Sampaoli, que tem feito um brilhante trabalho no Santos, o colocando na disputa pelo título do Brasileirão frente ao favorito Palmeiras. O Peixe fez um jogo seguro e engoliu o Corinthians na Vila Belmiro.

Eduardo Sasha ajudou o Santos a garantir a vitória no clássico
Eduardo Sasha ajudou o Santos a garantir a vitória no clássico

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA NONA RODADA:
Jordi (CSA);
Marcos Rocha (Palmeiras), Yago (Goiás), Igor Rabello (Atlético-MG) e Danilo Barcelos (Vasco);
Bruno Henrique (Palmeiras), Jean Pyerre (Grêmio) e Everton Ribeiro (Flamengo);
Rafael Sóbis (Internacional), André Luiz (Fortaleza) e Eduardo Sasha (Santos).
Técnico: Jorge Sampaoli (Santos).


CONFIRA A ATUAÇÃO DE CADA JOGADOR:
Goleiro:
Jordi (CSA) -
Para alguns pode parecer estranho, mas o goleirão do time alagoano ‘pegou tudo’ mesmo na derrota para o Flamengo, por 2 a 0. Ele segurou o ataque rubro-negro o quanto pôde, mas na parte final do segundo tempo prevaleceu mesmo a maior capacidade técnica do time carioca. Nem a derrota, porém, tirou os méritos do goleiro pelas grandes defesas que fez no Rei Pelé.

Lateral-direito:
Marcos Rocha (Palmeiras) -
Marco Rocha fez mais uma grande partida com a camisa do Palmeiras. O jogador tomou conta do lado direito de campo e novamente apareceu com destaque. Bem defensivamente, aparece muito bem ao ataque pelo seu setor. Vem em alta, assim como seu companheiro de equipe Diogo Barbosa.

Zagueiro:
Yago (Goiás) -
Jogando em casa, o Goiás conquistou a sua segunda vitória seguida e irá 'dormir' no G6 durante toda a parada para a Copa América. Após ter aberto 2 a 0 no primeiro tempo, o time alviverde tomou pressão do Athletico-PR na segunda etapa, mas em uma grande atuação, o zagueiro Yago conseguiu ajudar a sua equipe a sair com a vitória com desarmes perfeitos.

Zagueiro:
Igor Rabello (Atlético-MG) -
Após sair na frente do São Paulo no primeiro tempo, o Atlético-MG sofreu uma grande pressão no segundo tempo, tanto que acabou levando o gol de empate. Porém, se não fosse o zagueiro Igor Rabello, o Galo poderia ter saido de campo derrotado. Perfeito na defesa, o zagueiro também apareceu algumas vezes como homem surpresa na área adversária.

Éverton Ribeiro foi o 'dono da bola' na vitória do Flamengo sobre o CSA
Éverton Ribeiro foi o 'dono da bola' na vitória do Flamengo sobre o CSA

Lateral-esquerdo:
Danilo Barcelos (Vasco) -
Não só ele, mas quase todo o time vascaíno sofreu com a cobrança da torcida que foi a São Januário – mais de 20 mil torcedores. Mas, no final, ele marcou o gol da vitória em cima do Ceará. De repente, passou de vilão a heroi. E comemorou muito seu gol de cabeça que deu ao cruzmaltino a segunda vitória seguida.

Volante:
Bruno Henrique (Palmeiras) -
Mais uma vez foi o ponto de equilíbrio no meio-campo do Verdão, superando o pitbull Felipe Melo e até o badalado Dudu. Além disso, mais uma vez marcou um gol que confirmou a vitória do time de Felipão sobre o modesto Avaí. Ao estilo de seu técnico, o time alviverde vai se mantendo na liderança da competição e dando pinta de que não vai abrir mão da briga pelo título.

Meio-campo:
Jean Pyerre (Grêmio) -
Após um inicio de Brasileirão ruim, o Grêmio ficará de fora da zona de rebaixamento durante a parada da Copa América. Isso por que nesta nona rodada, a equipe gaúcha visitou e venceu o Botafogo-RJ, pelo placar de 1 a 0, em pleno Estádio Engenhão. Destaque para Jean Pyerre, que de falta, marcou o único gol do jogo.

Meio-campo:
Everton Ribeiro (Flamengo) -
Fora de casa, o Flamengo não teve dificuldades para vencer o CSA em Maceió, pelo placar de 2 a 0. Apesar de não ter balançado as redes, o meia Everton Ribeiro foi o 'dono do jogo', tanto que tem assistência para os dois gols do time carioca na partida.

Atacante:
Rafael Sóbis (Internacional) -
O Internacional tem presença garantida no G4 do Brasileirão durante essa pausa para a Copa América, ainda mais após a vitória em cima do Bahia, pelo placar de 3 a 1. Um dos destaques deste jogo foi o atacante Rafael Sóbis, que marcou um dos gols da vitória.

Atacante:
André Luiz (Fortaleza) -
Dono da bola. Na noite da última quarta-feira, o Fortaleza fez uma grande apresentação, tanto que venceu o forte time do Cruzeiro, pelo placar de 2 a 1 na Arena Castelão. Sem dúvidas, o principal responsável por esse grande feito foi o atacante André Luiz, que infernizou a defesa adversária durante os 90 minutos e marcou os dois gols do tricolor na partida.

Jean Pyerre fez o gol da vitória do Grêmio sobre o Botafogo
Jean Pyerre fez o gol da vitória do Grêmio sobre o Botafogo

Atacante:
Eduardo Sasha (Santos) -
Além de toda movimentação e vibração que mostrou na Vila Belmiro, ainda acabou marcando o gol da vitória em cima do Corinthians no clássico paulista da rodada. Ex-Inter ele tem sido muito bem aproveitado no esquema do técnico Sampaoli e já marcou quatro gols com a camisa do Peixe. É seu principal artilheiro.

Técnico:
Jorge Sampaoli (Santos) -
Ele não sossega um minuto na beira do campo, mas conseguiu imprimir seu estilo vibrante ao Peixe, a ponto de lotar a Vila Belmiro e vencer o clássico com o Corinthians, por 1 a 0. Até fica estranho, mas com 20 pontos os santistas estão a apenas dois pontos atrás do líder Palmeiras.

Outros técnicos estão em alta, como Claudinei Oliveira, que já somou 15 pontos com o Goiás e venceu o cansado Athletico-PR, por 2 a 1. Detalhe: o time goiano tem um jogo a menos (8) do que a maioria dos seus concorrentes (9).