Brasil 3 x 0 Jamaica - Cristiane faz três e lidera vitória em estreia na Copa do Mundo

A seleção feminina, comandada pelo técnico Vadão, encerrou uma sequência de nove jogos sem vitórias

Publicado em .

A seleção feminina, comandada pelo técnico Vadão, encerrou uma sequência de nove jogos sem vitórias

Campinas, SP, 09 (AFI) - Com três gols de Cristiane, o Brasil venceu a Jamaica por 3 a 0 na estreia da Copa do Mundo da França. A seleção feminina, comandada pelo técnico Vadão, encerrou uma sequência de nove jogos sem vitórias. A última foi diante do Japão, por 2 a 1, em 29 de julho de 2018.

BRASIL LIDERA

O Brasil está no Grupo C, que mais cedo contou com vitória da Itália de virada por 2 a 1 diante da Austrália, uma das favoritas ao título. Com a vitória, as brasileiras lideram pelo saldo de gols. A seleção brasileira feminina volta a campo na próxima quinta-feira, às 13h, diante da Austrália.

O Brasil começou pressionando a Jamaica desde o começo e a primeira grande chance surgiu aos sete minutos.

Andressa Alves deu passe magistral para Debinha, que tentou driblar a goleira e acabou perdendo o gol.

CRISTIANE ABRE O PLACAR

A Jamaica focou na marcação, mas conseguiu chegar aos 13 minutos.

Após jogada individual, Shaw entrou na área e chutou, mas Bárbara defendeu. Aos 15 minutos, o gol do Brasil saiu. Andressa Alves foi acionada na esquerda e cruzou na cabeça de Cristiane, que não desperdiçou.


ANÁLISE - Vale ressaltar a partida espetacular de Andressa Alves. O lance do gol teve início na persistência da jogadora. Após passe errado na esquerda, ela não desistiu da jogada e conseguiu escanteio. Na sequência da jogada, o gol saiu. Além disso, a jogadora demonstrou muita qualidade nos passes, deixando Debinha duas vezes na cara do gol. Apesar do pênalti perdido depois, sua atuação foi muito bem comentada por torcedores nas redes sociais.


Cristiane marcou três gols na vitória do Brasil em estreia da Copa do Mundo. (Foto: FIFA)
Cristiane marcou três gols na vitória do Brasil em estreia da Copa do Mundo. (Foto: FIFA)

PODERIA TER SIDO MAIS!

Aos 24, Andressa Alves colocou de novo Debinha na cara do gol lindo lançamento. Ela demorou um pouco e finalizou em cima da goleira. A Jamaica respondeu em dois lance. Primeiro com Carter com finalização sem perigo. Depois com Shaw, chutou de longe e forte, exigindo elasticidade da goleira Bárbara, que mandou para escanteio.

Andressa Alves teve oportunidade de se consagrar aos 37 minutos, em cobrança de pênalti. Ela, porém, bateu fraco e sem olhar para a goleira, que se movimentou antes da batida para defender.

CRISTIANE AMPLIA

Na volta do intervalo, Cristiane levou perigo. Chamou para dançar duas adversárias dentro da área, mas chutou por cima. Aos quatro minutos, o Brasil ampliou. Debinha fez linda jogada individual e acionou Andressa Alves na direita. Ela colocou rasteira dentro da pequena área. Já sem muito ângulo, Cristiane apareceu de carrinho na segunda trave para marcar novamente.

Depois do segundo gol, a Jamaica cresceu no jogo e chegou com perigo duas vezes. Shaw desviou de cabeça e, contanto com má saída de Bárbara, quase fez. Swaby perdeu chance incrível na pequena área após nova falha de Bárbara na disputa pelo alto.

É HAT-TRICK!

Cristiane estava mesmo inspirada. Aos 18, em cobrança de falta perfeita, ela marcou seu hat-trick. A bola foi no lado da goleira adversária e bateu no travessão antes de pingar dentro do gol.

Com a vantagem no placar, o jogo deu uma esfriada e Vadão aproveitou para fazer substituições, poupando a própria Cristiane. Geyse e Ludmila entraram bem e fizeram duas jogadas conjuntas, primeiro com finalização de Geyse para boa defesa da goleiras e, depois, com chute forte de Ludmila para fora.

VOLTA POR CIMA

"Você não tem noção de como eu estou feliz. Não dá pra esconder os nossos erros, mas hoje foi uma volta por cima pra mim, pessoal, e para o grupo. Agora é continuar com o trabalho porque as próximas seleções virão muito ligadas", disse Cristiane após o jogo, que se tornou a segunda maior artilheira do Brasil em Copas do Mundo com dez gols, atrás apenas de Marta, que tem 15.