Com time misto, Athletico desafia jejum como visitante em duelo contra o Palmeiras

Mesmo diante da imponência do adversário, o técnico Tiago Nunes não quer forçar os seus atletas

Publicado em .

Mesmo diante da imponência do adversário, o técnico Tiago Nunes não quer forçar os seus atletas

Curitiba, PR, 07 (AFI) - Em razão da prioridade dada aos torneios de mata-mata, o Athletico-PR voltará a jogar o Brasileirão sem força máxima. Em partida na qual pode chegar ao décimo jogo sem vitórias fora de casa, o famoso time misto de Tiago Nunes visita o Palmeiras no Allianz Parque, a partir das 16 horas deste sábado, pela sexta rodada.

O cuidado de poupar jogadores para priorizar a Copa do Brasil, a Libertadores e Recopa teve alguns reflexos negativos para os athleticanos no Brasileiro, mas a recuperação começou. Após duas derrotas seguidas, o time venceu o Fluminense por 3 a 0 na rodada passada, resultado que o levou à décima colocação, com dez pontos.

Na última quarta-feira, veio a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, com uma vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, na Arena da Baixada. O jogo de ida, um empate sem gols no Castelão, é uma das partidas que fazem parte do jejum de nove jogos sem vitórias jogando fora de casa.

Foto: Miguel Locatelli / Athletico
Foto: Miguel Locatelli / Athletico
Do outro lado, o líder Palmeiras, com 16 pontos, não perde no Allianz desde a derrota por 1 a 0 para o Corinthians, no dia 2 de fevereiro, pela quinta rodada do Paulistão. Além disso, ainda não perdeu, seja fora ou em casa, na disputa do Brasileirão.

PREPARAÇÃO
Mesmo diante da imponência do adversário, o técnico Tiago Nunes não quer forçar os seus atletas. Todos ainda serão reavaliados, mas Léo Pereira, Wellington e Lucho González são fortes candidatos a serem poupados, assim como Marco Ruben, que sequer participou do treino desta sexta-feira.

Por outro lado, o lateral-direito Jonahan e o zagueiro Paulo André, preservados nas duas partidas anteriores, podem voltar nos lugares de Madson e Lucas Halter, respectivamente. O lateral-esquerdo Renan Lodi segue de fora, convocado pela seleção olímpica. O clube protocolou um pedido de liminar, para a liberação do atleta, mas o STJD não aceitou.

O time deve ir a campo com Santos; Jonathan (Madson), Lucas Halter, Paulo André e Márcio Azevedo (Abner); Matheus Rossetto, Erick (Léo Cittadini), Bruno Guimarães; Nikão, Rony (Braian Romero) e Marcelo Cirino.