Internacional aposta em sua força no Beira-Rio para superar o CSA

Nas 19 partidas disputadas no Beira-Rio no Brasileirão e 2018, o Inter obteve 14 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota

Publicado em .

Nas 19 partidas disputadas no Beira-Rio no Brasileirão e 2018, o Inter obteve 14 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota

Porto Alegre, RS, 19 - Internacional pretende usufruir da força de atuar no Beira-Rio neste Campeonato Brasileiro como fez na temporada passada. Por isso, conta com os três pontos, neste domingo, às 16 horas, frente ao CSA, no duelo válido pela quinta rodada.

"Temos de ter foco, atenção, respeito e cuidado. A partir daí, manter a regularidade dos últimos jogos. Com isso, deveremos conseguir a vitória. Temos de somar o máximo de pontos em casa, desta forma chegamos a disputar o título no ano passado", disse o técnico Odair Hellmann.

Nas 19 partidas disputadas no Beira-Rio no Brasileirão e 2018, o Inter obteve 14 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (3 a 1 para o Atlético-MG). Dos 69 pontos conquistados pela equipe, que terminou o campeonato na terceira colocação, atrás apenas de Palmeiras e Flamengo, 46 foram conquistados dentro de casa.

PLANEJAMENTO

Até a parada para a disputa da Copa América, o Inter vai disputar outros quatro jogos, dos quais mais dois em Porto Alegre, diante de Avaí e Bahia.

"Temos de repetir o desempenho do ano passado. Se conseguirmos, com certeza estaremos na briga pelos primeiros lugares até o final da competição", afirmou o técnico, que não poderá contar com Rodrigo Dourado e Patrick, machucados.

Depois de nove meses, Odair, pelo menos, vai poder repetir a mesma escalação em dois jogos consecutivos. Destaque para o trio de volantes, formado por Rodrigo Lindoso, Edenílson e Nonato.

EQUILÍBRIO

"Trabalhamos muito. É uma parte do campo essencial, o meio. Precisamos estar em sintonia. Temos funções a cumprir, tanto na hora de defender quanto atacar. É visível como o meio é consistente. Lindoso e Edenílson dão liberdade de sair para o jogo, mas precisamos marcar. Há um equilíbrio bom", disse Nonato.