Atlético-GO x Criciúma - Chegou a hora de embalara na Série B?

As duas equipes ainda buscam uma boa sequência na competição e vão vendo a distância para o topo aumentar

Publicado em .

As duas equipes ainda buscam uma boa sequência na competição e vão vendo a distância para o topo aumentar

Goiânia, GO, 16 (AFI) – Tentando se firmar na Série B do Campeonato Brasileiro, Atlético-GO e Criciúma se enfrentam nessa sexta-feira, às 19h15, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), pela quarta rodada.

O time da casa tem quatro pontos e ocupa a décima colocação. Em três jogos, estreou com vitória por 3 a 1 sobre o São Bento, mas empatou com o Coritiba por 1 a 1 e perdeu para o Bragantino por 3 a 0.

O Criciúma, por sua vez, ainda busca a primeira vitória na competição. A equipe catarinense estreou com derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, empatou com a Ponte Preta por 1 a 1 e ficou no 0 a 0 com o América-MG. Com dois pontos, o Tigre ocupa a 16ª colocação.

MUDANÇA NO ATAQUE
O técnico do Atlético, Wagner Lopes, deve fazer apenas uma mudança no time titular, com o atacante Gilsinho ganhando a vaga de André Luís. Na lateral-direita, Jonathan segue como desfalque se recuperando de uma virosa e será substituído por Reginaldo mais uma vez.

Para o lateral-esquerdo Nicolas, a torcida está certa de cobrar melhores resultados do time goiano e isso motiva ainda mais o elenco atleticano.

“Tem que ter cobrança quando você ganha e quando você perde. A cobrança está sendo forte, mas boa. A Série B não tem jogo fácil, quem torna fácil somos nós ali dentro de campo. Vai ser uma partida difícil, pois eles também precisam vencer”, analisou o jogador.

MISTÉRIO TOTAL
No Criciúma, o técnico Gilson Kleina optou por fazer mistério e, além de fechar o último treino antes da viagem para Goiânia, ainda preferiu não divulgar os jogadores relacionados para a partida.

Mesmo assim, a tendência é que o treinador repita a escalação que empatou sem gols com o América-MG na última rodada. Para o treinador, o Atlético vem evoluindo e resta apenas uma vitória para que a equipe consiga embalar.

“Só falta uma vitória para tirar esse peso, essa ansiedade. Aí o grupo pode deslanchar. A pontuação na tabela não é ideal, mas temos que manter a equipe crescendo”, disse.