Paulista A2: Santo André supera números dos adversários para ser campeão; Veja!

No Bruno José Daniel, o time conquistou 22 dos 33 pontos disputados (66,7% de aproveitamento)

Publicado em .

No Bruno José Daniel, o time conquistou 22 dos 33 pontos disputados (66,7% de aproveitamento)

Santo André, SP, 02 - O Paulista A2 acabou no feriado de 1º de Maio, consagrando o Santo André como campeão. O time soube ‘crescer’ na hora certa e conseguiu ficar com a taça, mesmo sem ter os melhores aproveitamentos dentro ou fora de casa ou ter as melhores médias ofensivas e defensivas.

As duas principais forças do Santo André na competição foram o ‘fator casa’ e a defesa. No Bruno José Daniel, o time conquistou 22 dos 33 pontos disputados (66,7% de aproveitamento). Apenas o Água Santa, com 88,9% foi superior. Já a defesa andreense foi a terceira melhor do certame, tendo sofrido 21 gols nos 21 jogos que fez. Nesse quesito, o Rio Claro foi quem obteve o melhor desempenho, com média de apenas 0,59 gols sofridos por partida.

Santo André supera números dos adversários para ser campeão (Foto: Alexandre Battibugli / FPF)
Santo André supera números dos adversários para ser campeão (Foto: Alexandre Battibugli / FPF)
Fora de casa, a campanha andreense esteve longe do topo. A equipe somou oito pontos em 30 (26,7% de aproveitamento) e ficou apenas com a 14ª melhor do torneio, distante da média do Juventus, que ganhou 55,6% dos pontos que disputou longe da Rua Javari. Já o ataque, marcou 10 gols nos seis jogos de mata-mata, chegando a 25 no total e encerrando como o oitavo melhor, com média de 1,19.

SEM VERMELHO
Ponto positivo na campanha da equipe foi a disciplina. Em 21 jogos, o time do ABC não teve nenhum expulso. Linense e Sertãozinho também não viram o cartão vermelho, mas jogaram apenas 15 jogos. O goleiro Thomazella e os zagueiros Héliton e Ícaro foram os que mais aturaram (19 partidas). Apenas Éverton, do Água Santa, teve a mesma marca.

Veja abaixo os números do campeonato:
Jogos: 134
Vitória dos Mandantes: 53 (39,6%)
Vitória dos Visitantes: 40 (29,8%)
Empates: 41 (30,6%)
Placar mais frequente: 1x0 para o mandante (22 vezes)
Maior goleada: Taubaté 0x5 Água Santa
Jogo com mais gols: Portuguesa Santista 4x3 XV de Piracicaba

Melhor mandante: Água Santa - 88,9% de aproveitamento (24pts / 9J)
Melhor visitante: Juventus – 55,6% de aproveitamento (15pts / 9J)

Gols: 310 (média 2,31)
Gols de mandantes: 168 (54,2%)
Gols de visitantes: 142 (45,8%)
Gols no primeiro tempo: 145 (46,8%)
Gols nos segundo tempo: 165 (53,2%)

Melhor ataque: Água Santa – 1,79 (34GM / 19J)
Melhor defesa: Rio Claro – 0,59 (10GS / 17J)

Cartões Amarelos: 611 (média 4,56)
Cartões Vermelhos: 33 (média 0,25)
Faltas: 3831 (média 28,59)

Menor média de advertências: Atibaia – 1,53 (23CA / 15J)
Equipes sem expulsões: Santo André (21J), Sertãozinho e Linense (19J)
Menor média de faltas: Taubaté – 11,12 (189F / 17J)

Atletas utilizados*: 411
Quem mais jogou: Thomazella (Santo André) - 19 jogos (1710 minutos)
Atleta mais novo: Leandro (São Bernardo FC) – 17 anos (26/12/2001)
Atleta mais experiente: Maurício (Nacional) – 42 anos (28/01/1977)

Artilheiro: Alvinho (Água Santa) – 11 gols
Mais partidas em que marcou gols: Alvinho e Dadá (ambos Água Santa) – 9 jogos
Goleiro menos vazado: Murilo Prates (Rio Claro) – média 0,63 (10GS / 16J)
Mais jogos sem sofrer gols: Murilo Prates (Rio Claro) (8 jogos)

*apenas atletas que entraram em campo por ao menos um minuto