Huracán x Cruzeiro - Raposa tenta igualar retrospecto contra argentinos

Em 36 partidas contra equipes da Argentina, time cruzeirense venceu 14, perdeu 15 e empatou sete

Publicado em .

Em 36 partidas contra equipes da Argentina, time cruzeirense venceu 14, perdeu 15 e empatou sete

Belo Horizonte, MG, 06 (AFI) - O Cruzeiro estreia na Libertadores nesta quinta-feira em duelo contra o Hurácan, no El Palacio, a partir das 19 horas. No confronto, além da principal motivação de iniciar a competição com o pé direito, o time do técnico Mano Menezes busca igualar o histórico de confrontos contra times argentinos.

Em 36 partidas contra equipes da Argentina na história, a Raposa venceu 14 vezes, empatou sete e perdeu 15. Uma das derrotas e um dos empates foram no ano passado, quando foi eliminado pelo Boca Juniors nas quartas de final do torneio continental, com uma derrota por 2 a 0 na Bombonera e um empate por 1 a 1 no Mineirão.

A lista de argentinos que importunaram o Cruzeiro na Libertadores tem também o próprio Hurácan. Em dois confrontos da fase de grupos de 2015, o adversário desta quinta empatou sem gols em Belo Horizonte e venceu por 3 a 1 na Argentina.

Foto: Divulgação / América
Foto: Divulgação / América

O TIME
A delegação do Cruzeiro para a Argentina sem o zagueiro Dedé (suspenso), o meia Thiago Neves (machucado) e o atacante Raniel, que passou o dia na sala de fisioterapia em tratamento de desgaste muscular na coxa direita e não participou do treinamento na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte.


Já o meia Marquinhos Gabriel, que também sofreu lesão no mesmo compromisso pelo Estadual, reabilitou-se a tempo e será opção no banco de reservas.

MAIS LIBERADO
Quase um mês depois de sofrer estiramento muscular na panturrilha direita, Thiago Neves foi liberado nesta terça-feira para iniciar o trabalho de preparação física no Cruzeiro. Não viajou à Argentina, mas deverá jogar neste domingo contra a Tombense, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

O Hurácan vem de uma derrota por 1 a 0 para o Patronato, pelo Campeonato Argentino. Na partida, o treinador Antonio Mohamed, também chamado de ‘Turco’, poupou nomes importantes como os laterais Mancinelli e Chimino, o volante Damonte e o atacante Gambar. Isso já pensando no jogo contra o Cruzeiro.