No clássico 4-4-2, Seleção FI da Série B aposta em treinador "milagreiro"

Sob o comando de Mazola Júnior, o Criciúma conquistou a primeira vitória no campeonato

Publicado em .

Sob o comando de Mazola Júnior, o Criciúma conquistou a primeira vitória no campeonato

Campinas, SP, 04 (AFI) - O Fortaleza segue na liderança isolada e invicto após a oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O São Bento é outro time que ainda não perdeu, mas como está empatando demais não consegue entrar no G4, que tem CSA, Paysandu e Avaí. Apesar de não terem saído da zona de rebaixamento, Criciúma e Goiás conquistaram as primeiras vitórias.

O treinador da Seleção FI da oitava rodada é Mazola Júnior, que tem a difícil missão de livrar o Criciúma do rebaixamento, mas já deu o primeiro passo ao conquistar a primeira vitória. O esquema utilizado é o clássico 4-4-2, com dois volantes e dois meias de ligação.

O técnico Mazola Júnior conquistou a primeira vitória com o Criciúma na Série B
O técnico Mazola Júnior conquistou a primeira vitória com o Criciúma na Série B

A escalação da Seleção FI ficou assim: Alexandre Cajuru (CSA); Tinga (Fortaleza), Fred (Juventude), Fábio Ferreira (Criciúma) e Carlinhos (Paysandu); Rodrigo Souza (Oeste), Germano (Londrina), Alisson Farias (Coritiba) e Felipe Gedoz (Goiás); Juninho (Figueirense) e Cassiano (Paysandu). Técnico: Mazola Júnior (Criciúma).

CONFIRA A SELEÇÃO FI

Goleiro: Alexandre Cajuru (CSA)
O CSA só voltou de Goiânia com uma vitória sobre o Vila Nova graças à grande atuação do goleiro. Ele fez diversas defesas difíceis e segurou o ataque do time da casa, dando condições para que o gol de Michel Douglas, em contra-ataque, garantisse a vitória em pleno Serra Dourada.

Lateral-direito: Tinga (Fortaleza)
O Fortaleza não teve vida fácil para superar o Sampaio Corrêa. Em meio às dificuldades para superar o sistema defensivo do adversário, o lateral acabou como uma boa válvula de escape e fez grande dobradinha com Edinho pelo setor. Por seu lado, inclusive, foi de onde saiu o gol que decretou a vitória do Leão.

Zagueiro: Fred (Juventude)
Mesmo jogando fora de casa, o Guarani controlou as ações na última sexta-feira e criou as principais jogadas ofensivas, mas não conseguiu balançar as redes de Matheus Cavichioli. O zagueiro Fred estava em uma noite inspirada e fez grande partida. Além disso, é sempre uma boa arma na bola parada.

Zagueiro: Fábio Ferreira (Criciúma)

O Avaí vivia um grande momento e precisava da vitória para se firmar de vez no G4, mas não esperava encontrar pela frente um Criciúma bem postado. Na última sexta-feira, o Tigre neutralizou bem os homens de frente do rival. Principalmente Fábio Ferreira, que conseguiu parar o inspirado Rodrigão, um dos artilheiros desta Série B.

O zagueiro Fábio Ferreira segurou o atacante do Avaí no clássico catarinense
O zagueiro Fábio Ferreira segurou o atacante do Avaí no clássico catarinense

Lateral-esquerdo: Carlinhos (Paysandu)
Foi do lado esquerdo que o Paysandu criou as melhores jogadas na vitória por 2 a 0 sobre o Boa Esporte, e muito se deve à boa atuação de Carlinhos. O lateral era a válvula de escape na saída de bola dos paraenses e ainda aparecia constantemente no campo de ataque para apoiar as jogadas ofensivas.

Volante: Rodrigo Souza (Oeste)
O Oeste entrou com uma postura bem definida de segurar a Ponte Preta jogando no Majestoso e o meio-campista teve um papel fundamental em fechar os espaços pelo setor central e chegar ao campo de ataque. Foi premiado com um gol de puro oportunismo, cumprindo bem seu papel dentro de campo.

Volante: Germano (Londrina)
Germano dá uma outra dinâmica ao time do Londrina quando está em campo. Ele chama a responsabilidade e acaba sendo decisivo em momentos importantes, como o gol marcado, em cobrança de pênalti. Mesmo veterano, corre por dois e segue sendo o ‘carregador de pianos’ do time na Série B.

Meia: Alisson Farias (Coritiba)
O Coritiba saiu derrotado do Estádio do Café ao perder para o Londrina por 3 a 2, mas teve um dos destaques do duelo. Alisson Farias foi o principal atleta pelo lado do Coxa. Ele marcou um dos gols do alviverde e cobrou o escanteio, que terminou em pênalti, convertido pelo goleiro Wilson. Foi o principal homem de meio de campo e fez tudo o que pôde para tentar evitar o tropeço.

O atacante Cassiano marcou dois gols na vitória do Paysandu sobre o Boa Esporte na Curuzu
O atacante Cassiano marcou dois gols na vitória do Paysandu sobre o Boa Esporte na Curuzu

Meia: Felipe Gedoz (Goiás)
Tudo bem que Lucão fez dois gols na primeira vitória esmeraldina na Série B do Brasileiro, mas o grande nome do clássico contra o Atlético-GO foi Felipe Gedoz. O camisa 10 finalmente mostrou para que veio e que pode contribuir muito para tirar o Goiás dessa situação delicada. Empatou em um bonito chute fora da área e organizou as principais jogadas ofensivas do Verdão.

Atacante: Cassiano (Paysandu)

O centroavante do Paysandu segue vivendo grande fase. Nesta rodada, ele precisou de apenas quatro minutos para marcar o primeiro gol contra o Boa Esporte e ainda fez o segundo mais tardem, garantindo a vitória por 2 a 0 e chegando a seis gols na competição.

Atacante: Juninho (Figueirense)

O Figueirense só voltou de Sorocaba com um ponto graças a Juninho. O atacante entrou no final da partida e, logo na sua primeira jogada, percebeu uma indecisão da defesa do São Bento, roubou a bola e resolveu tudo sozinho, marcando o gol de empate com o toque na saída do goleiro. Pelas boas atuações, o jovem atacante deve ganhar mais espaço nas próximas rodadas com o técnico Milton Cruz.

Técnico: Mazola Júnior (Criciúma)

O Criciúma precisou de oito rodadas para finalmente conseguir a primeira vitória no Campeonato Brasileiro da Série B. E não poderia ser da melhor forma: em um clássico contra o Avaí e na Ressacada. O Tigre mostrou uma boa postura defensiva e cumpriu taticamente o que foi pedido por Mazola Júnior, que aos poucos vai conseguindo dar uma cara ao time catarinense.