Seleção FI da Série A3 resgata o tradicional 4-4-2 e tem técnico que freou o líder

Após interromper uma sequência de quatro vitórias consecutivas do Atibaia, José Francisco Oliveira, do Monte Azul, comanda o time

Publicado em .

Após interromper uma sequência de quatro vitórias consecutivas do Atibaia, José Francisco Oliveira, do Monte Azul, comanda o time

Campinas, SP, 15 (AFI) - Recheada de jogos que acabaram se mostrando equilibrados, a 9ª rodada da primeira fase da Série A3 do Campeonato deixou o pelotão de frente embolado, além de evidenciar que tradicionais times do estado como Mogi Mirim e Matonense correm sérios riscos de rebaixamento. Sensação do estadual até agora, o Atibaia teve uma sequência de quatro vitórias consecutivas interrompida pelo Monte Azul, que demonstrou grande efetividade e raça, emplacando dois atletas na Seleção FI, além do técnico José Francisco Oliveira

Aproveitando o ímpeto das equipes que nos proporcionaram seis resultados de 1 a 0, resgatamos o consistente e tradicional sistema de jogo armando nosso time no 4-4-2. No ataque, destaque para o jovem Igor, do União Barbarense, que apesar do time ainda não empolgar, evidencia que tem qualidades que transpõem a divisão em que atua.

Anderson Magrão marcou o gol da vitória da Briosa (Foto: Douglas Teixeira / Portuguesa Santista)
Anderson Magrão marcou o gol da vitória da Briosa (Foto: Douglas Teixeira / Portuguesa Santista)

______________________________________________________________________________________________________

Caio (Monte Azul);
Crystian (Barretos), Léo Turbo (Manthiqueira), Thiago Batista (União Barbarense) e Bahia (Marília);
Higor Meritão (Velo Clube), Igor Pimenta (Noroeste), Anderson Brito (Monte Azul) e Leandro Oliveira (Noroeste);
Igor (União Barbarense) e Anderson Magrão (Portuguesa Santista)

Técnico - José Francisco Oliveira (Monte Azul)

______________________________________________________________________________________________________

Goleiro - Caio (Monte Azul)
Quem vê o placar final da partida entre Monte Azul e Atibaia pode pensar que foi um massacre. Contudo, o Galo Azul venceu na efetividade, pois o bom time do Falcão, até então invicto, foi bem presente no campo ofensivo. Neste contexto, Caio foi perfeito durante os 90 minutos, ajudando a equipe de José Francisco Oliveira a reencontrar a vitória, após duas derrotas seguidas. Dentre as boas intervenções feitas na partida, destacasse a defesa aos 27 da etapa inicial, quando o camisa 1 espalmou belo chute do atacante Washington.

______________________________________________________________________________________________________

Lateral-direito - Crystian (Barretos)
O Touro se reabilitou da derrota para o Atibaia e com os três pontos conquistados diante da Matonense voltou ao G8, ocupando a 7ª posição. Fundamental para o triunfo do Barretos, Crystian se destacou, principalmente, na composição defensiva, fechando o lado direita da defesa do time de Paulinho Maclaren.

______________________________________________________________________________________________________

Zagueiro - Léo Turbo (Manthiqueira)
A luta da Laranja Mecânica é para se manter na divisão, e por isso cada ponto somado tem que ser muito comemorado. Diante do Capivariano, Léo Turbo foi praticamente perfeito, segurando o ataque do Leão da Sorocabana. O camisa 1 se doou e muito dentro de campo, principalmente, nos minutos finais da partida, depois que a equipe ficou com um a menos, quando o companheiro de zaga Victor recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Léo Turbo (ao centro) foi decisivo para vitória do Manthiqueira (Foto: Leandro Oliveira)
Léo Turbo (ao centro) foi decisivo para vitória do Manthiqueira (Foto: Leandro Oliveira)

______________________________________________________________________________________________________

Zagueiro - Thiago Batista (União Barbarense)
Volante de origem, o camisa 4 precisou ser improvisado na posição devido a ausência de Magno Gonçalvez, que cumpriu suspensão automática. Com boa qualidade, Thiago Batista passou segurança, correspondendo quando solicitado.
______________________________________________________________________________________________________

Lateral-esquerdo - Bahia (Marília)
Cria da base do MAC e com apenas 19 anos de idade, Bahia abusou do vigor da sua juventude para fazer um carnaval na marcação do Desportivo Brasil. Tranquilo, ele chegou por algumas vezes na linha de fundo, dando boa opção para os jogadores de meio em ultrapassagens velozes pela esquerda.
______________________________________________________________________________________________________

Volante - Higor Meritão (Velo Clube)
O camisa 8 evidenciou se um jogador de extrema qualidade, dando inúmeros passes precisos ao longo da partida. No momento em que o Velo Foi sufocado na partida, ele era o desafogo. Além disso se notabilizou no ataque, ao marcar dois gols, dos três que deram a vitória a equipe comandada por Cléber Gaúcho. Quando o time ficou com um jogador a menos, ele não fugiu da responsabilidade retendo bem a bola para a equipe 'respirar'.

______________________________________________________________________________________________________

Volante - Igor Pimenta (Noroeste)
Pimenta foi uma das novidades de Alberto Félix, técnico contratado após a saída de Tuca Guimarães. A partida do atleta foi cirúrgica. Bem posicionado, o volante controlou o meio de campo e possibilitou ao time uma boa saída de bola, dando passes precisos para os meias e atacantes.
______________________________________________________________________________________________________

Meia - Anderson Brito (Atlético Monte Azul)
Sendo o elemento surpresa na vitória do time comandado por José Francisco Oliveira, o camisa 8 do Azulão não comprometeu na marcação, ajudando na recomposição da linha de meio de campo. Ofensivamente, foi o destaque da equipe, marcando duas vezes, nas quais apareceu como elemento surpresa - além de ter sido extremamente oportunista.
______________________________________________________________________________________________________

Meia - Leandro Oliveira (Noroeste)
Atuando de forma diferente, o meia se beneficiou, pois, tocou mais na bola e teve mais espaço para jogar. Ele foi uma das principais armas ofensivas do Norusca, tendo criado boas oportunidades. Em um desses lances, deu origem ao primeiro gol do time, provendo uma bela assistência por trás da zaga adversária.
______________________________________________________________________________________________________

Atacante - Igor (União Barbarense)
Aos 23 anos, o jovem atacante é uma das gratas surpresas do estadual. Em todas as oportunidades que esteve em campo, apresentou um bom futebol. Diante do Taboão da Serra, não foi diferente. Igor foi determinante para a vitória do Leão da Treze fora de casa. Rápido e agudo, o camisa 11 deu boa dinâmica ao time de Claudemir Peixoto. Ousado, ele demonstra não ter medo de cara feia, pois, sempre que pegava na bola partia para cima da zaga adversária. Além das boas oportunidades criadas, ele sofreu o pênalti que originou o gol da vitória.

José Francisco Oliveira bateu o líder do campeonato
José Francisco Oliveira bateu o líder do campeonato

______________________________________________________________________________________________________

Atacante - Anderson Magrão (Portuguesa Santista)
Muito participativo, o camisa 9 cumpre bem a função de jogador de referência. Diante do Grêmio Osasco, ele participou efetivamente de quase todas as jogadas de ataque da Briosa. Aos 49 da etapa complementar ele definiu a partida em favor da equipe de Sérgio Guedes. Em bola cruzada pela esquerda, o atacante apareceu na área para de cabeça mandar a bola para o fundo das redes

_____________________________________________________________________________________________________

Técnico - José Francisco Oliveira (Monte Azul)
A rodada foi perfeita para Oliveira, que reabilitou a sua equipe, entrando no G8 e de quebra interrompendo uma sequência de quatro vitórias consecutivas do Atibaia. Sua equipe foi extremamente aplicada taticamente, sabendo sofrer nos momentos necessários diante do competente time do Falcão. Quando necessário mexeu pontualmente na equipe.