Sérgio Carvalho: Tite não convence mais como técnico da Seleção Brasileira

Tite foi confirmado no cargo, manteve sua assessoria e já na primeira convocação convocou muitos jogadores da Copa da Rússia

por SÉRGIO CARVALHO - - - Campinas

Quando o Brasil caiu fora da última Copa do Mundo eu imaginei que a diretoria da CBF iria fazer uma mudança radical na estrutura da Seleção Brasileira. Esperava a indicação de um novo técnico, uma nova comissão técnica e a convocação de novos jogadores. Nada disso aconteceu.

Tite foi confirmado no cargo, manteve sua assessoria e já na primeira convocação convocou boa parte dos jogadores que estiveram com ele naquela Copa. O resultado foi o pior possível.

Seja em amistosos, seja em jogos oficiais, a Seleção voltou a apresentar os mesmos defeitos e ficou explicito que o esquema tático de Tite estava superado e não aproveitava o melhor de cada jogador.

A partir daí, os resultados ainda foram aceitáveis, mas a qualidade do futebol exibido pela Seleção decepcionaram o torcedor brasileiro.

MAL CONTRA VENEZUELA
Na semana passada o Brasil fez seu terceiro jogo pelas Eliminatórias Sul Americanas para a Copa do Catar. O adversário foi a fragilíssima Venezuela. Resultado final 1 a 0 para o Brasil. Jogo ruim, pouca eficiência ofensiva, muitos erros e alguns jogadores produzindo muito abaixo do que o fazem em seus clubes.

FIRMINO tem confirmado fama de artilheiro. Foto: Lucas Figueiredo - CBF
FIRMINO tem confirmado fama de artilheiro. Foto: Lucas Figueiredo - CBF

Esse problema deixa claro que Tite quer que seus jogadores cumpram rigidamente seu esquema, mesmo que fora da característica de cada um. Como consequência, o futebol da seleção não flui, é feio de se ver e não empolga nem críticos nem torcedores.

Fica claro portanto que Tite é o grande problema da atual Seleção. Sua metodologia, sua maneira de comandar o time está superada. Por ainda é que ele faz questão de não evoluir. Por isso, deveria sair já para não prejudicar ainda mais o Brasil no futuro.

CONTRA O URUGUAI
Nesta terça feira a Seleção volta a campo, as 20 horas, contra o Uruguai, em Montevidéu. Jogo difícil, catimbado, um clássico regional com todas as suas nuances. Qualquer dos dois times pode vencer. A esperança para esse jogo seria Neymar, mas ele não se recuperou e já está em Paris. Assim, o negócio é apostar naqueles que vão tentar substituí-lo à altura, o que não será fácil.

Brasil foi muito mal contra a frágil Venezuela
Brasil foi muito mal contra a frágil Venezuela

Hoje a Seleção é Neymar-dependente e essa situação não vai mudar. A maior atração do jogo será o confronto entre Cavani e Thiago Silva, que foram companheiros de clube no PSG e 'hoje terão a alegria de se rever numa partida importante.

Pela tradição que o jogo tem, eu até os incentivo a ligar a tv a acompanhá-lo. Mas se repetir-se aquela monotonia do jogo do Morumbi, desligue e vá achar outra coisa prá fazer.

TITE NÃO ACREDITA EM LONGEVIDADE NA SELEÇÃO

JOGOS DA QUARTA RODADA
A quarta rodada das Eliminatórias terá ainda mais quatro jogos nesta terça. As 18 horas jogam Venezuela x Chile, em Caracas. Chilenos estão em melhor fase. O Equador recebe a Colômbia, no mesmo horário . Um bom jogo. Não há um favorito disparado.

Às 21h30, em Assunção, o Paraguai encara a Bolívia e deve vencer. Bolivianos até agora não conseguiram nem empatar. Devem perder mais uma. Em Lima, o Peru enfrenta a Argentina. Em tese, os argentinos tem mais time, mas, dentro de casa a equipe peruana pode complicar.

Antes desses jogos a classificação é a seguinte. Brasil é líder com 9 pontos em 3 jogos. Argentina tem 7. Equador e Uruguai tem 6. Paraguai, 5. Chile e Colômbia, 4. Peru,1. Venezuela e Bolívia, 0.

SÉRGIO CARVALHO - -
Sérgio Carvalho é um dos ícones do jornalismo esportivo brasileiro. Sua coluna ganhou mais de cincoenta prêmios durante o período em que foi publicada pelo Diário de São Paulo (antigo Diário Popular) durante mais de vinte anos. Hoje é um dos pontos de referência entre os colunistas do Futebol In
Veja perfil completo
Veja todos