O que esperar do Brasil na estreia nas Eliminatórias da Copa do Catar

Mesmo tendo participado de todas as Copas, o Brasil vai ter dificuldades desta vez para avançar nas Eliminatórias

por SÉRGIO CARVALHO - - - Campinas

Por SÉRGIO CARVALHO

Acredito que a Seleção Brasileira de Futebol vai enfrentar à partir desta sexta feira, sua mais difícil Eliminatória de Copa do Mundo. Nas anteriores o time brasileiro sempre conseguiu se classificar e, por causa disso, é a única seleção da América do Sul que disputou todos os Mundiais organizados pela FIFA.

Só que neste ano o futebol brasileiro não está tão bem das pernas como no passado. O futebol exibido por nossa seleção nos últimos anos foi bastante limitado, pouco objetivo e até certo ponto, decepcionante.

Na última Copa, por exemplo, fomos desclassificados antes mesmo das semifinais, numa demonstração de que estamos mesmo tecnicamente muitos furos abaixo do que já fomos no passado.

ADVERSÁRIO FRÁGIL

Neste jogo de estreia nas Eliminatórias Sul Americanas o Brasil encara a Bolívia, no estádio do

Tite tem nova chance na Seleção
Tite tem nova chance na Seleção
Corinthians, em São Paulo. A partida começa as 21h30 e terá transmissão da TV Globo.

O adversário, a princípio, nos parece frágil, mesmo porque, o futebol boliviano, com raras exceções, jamais conseguiu realizar grandes exibições contra o Brasil, exceto quando auxiliado por um fator extra campo, o ar rarefeito das Cordilheiras dos Andes quando o jogo foi disputado a mais de 4 mil metros de altitude.

Ao nível do mar ou um pouco mais alto, no entanto, o time verde e amarelo sempre soube se impor a correria dos bolivianos.

SEM SUFOCO
Em razão disso acho até que neste jogo estreia o time de Tite não passará por qualquer sufoco. Jogará em casa, em gramado de boa qualidade e com todos os seus titulares (inclusive Neymar, que atualmente é o melhor jogador de nossa Seleção).

Mesmo assim, como as últimas exibições brasileiras não agradaram contra equipes também de baixo nível técnico como a Bolívia, não será surpresa se o jogo se complicar caso o primeiro gol não surja ainda no primeiro tempo da partida.

E mais. A maioria dos jogadores convocados por Tite já se conhecem, mas faz algum tempo que não jogam juntos. Assim, o coletivo da equipe estará prejudicado e só individualmente os jogadores conseguirão se impor na tentativa de construir o placar que lhes interessa neste primeiro jogo das Eliminatórias da Copa de 2022.

Seleção treinou quatro dias na Granja Comary. Foto: Lucas Figueiredo - CBF
Seleção treinou quatro dias na Granja Comary. Foto: Lucas Figueiredo - CBF

NÚMEROS FAVORÁVEIS
Para que vocês tenham uma ideia da superioridade técnica que o Brasil sempre teve diante da Bolívia, lembramos que em 30 jogos disputados até hoje, a Seleção Brasileira ganhou 21, empatou 4 e perdeu apenas 5. Em seu território nossa seleção jamais perdeu para a Bolívia.

Nos trinta jogos disputados o Brasil marcou 99 gols (pode chegar aos 100 ou mais no jogo desta sexta) e sofreu 25. Tem um saldo favorável de 74 gols. Maior vitória do Brasil sobre a Bolívia foi de 10 a 1 em 1949.

Em tempo: quando disse acima que o Brasil pode se complicar nessas Eliminatórias quis dizer que durante sua disputa enfrentaremos adversários muito mais fortes que a Bolívia e, em razão disso, podemos sim nos complicar. Tomara esteja errado.

SÉRGIO CARVALHO - -
Sérgio Carvalho é um dos ícones do jornalismo esportivo brasileiro. Sua coluna ganhou mais de cincoenta prêmios durante o período em que foi publicada pelo Diário de São Paulo (antigo Diário Popular) durante mais de vinte anos. Hoje é um dos pontos de referência entre os colunistas do Futebol In
Veja perfil completo
Veja todos