Resultado acabou ajudando o trio que comandou o Dérbi em Campinas

Árbitro bom tem que ter sorte, pois a equipe que foi prejudicada, no caso a Ponte Preta, acabou vencendo a partida por 3 x 2

por FLÁVIO GUERRA - Campinas

ARBITRAGEM DO DÉRBI

No dérbi campineiro realizado no ultimo sábado 05/05 no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, o resultado final acabou ajudando o árbitro Leandro Pedro Vuaden e seus assistentes. Como falamos no meio, árbitro bom tem que ter sorte, pois a equipe que foi prejudicada no caso a Ponte Preta acabou vencendo a partida por 3 x 2 e nem tocou no assunto devido a grande vitória mesmo jogando fora de casa e sem apoio da sua torcida.

Apesar de alguns erros Vuaden conduziu bem o jogo conversando bastante com os jogadores fazendo uma arbitragem preventiva para evitar provocações e confrontos. Foram apenas 5 cartões amarelos sendo 2 para o Guarani e 3 para a Ponte Preta e nenhuma expulsão.

ERROS

Tivemos dois erros que poderiam mudar o placar do jogo, pois o resultado final seria o mesmo devido à vitória da Ponte. O primeiro foi a não marcação de um pênalti logo no inicio do primeiro tempo quando o zagueiro Edson Silva corta um cruzamento com o braço.

O árbitro Leandro Vuaden mal colocado não conseguiu ver o toque e ficou na dúvida para desespero dos jogadores da Ponte que reclamaram muito após o lance, tanto que na hora o árbitro foi consultar seus dois assistentes que também não tinham convicção do lance e acabou marcando tiro de canto.

E o outro erro foi no segundo tempo num impedimento marcado pelo assistente 2 Jorge Bernardi do atacante Júnior Santos, da Ponte Preta que estava na mesma linha da defesa e saiu praticamente cara a cara com o goleiro Bruno Brígido.

CORINTHIANS X CEARÁ

De novo a arbitragem foi notícia em um jogo do Corinthians, dessa vez no jogo contra o Ceará no ultimo domingo pela quarta rodada do Brasileirão. O time paulista reclamou de três pênaltis não marcados, dois em cima de Pedrinho e um em Jadson.

Dos três, um realmente aconteceu aos 5 minutos do segundo tempo quando o zagueiro da equipe Cearense deu um pisão no pé do jogador Pedrinho dentro da área e o árbitro equivocadamente da falta por simulação e ainda aplica o cartão amarelo ao jogador do Corinthians, errou duas vezes. Os outros dois lances também não marcaria pênalti se estivesse apitando.

Real Madrid sempre favorecido pela arbitragem
Real Madrid sempre favorecido pela arbitragem

A COISA TÁ FEIA

E não é só no Brasil que a arbitragem vem sendo contestada, pelo mundo a fora estamos vendo erros absurdos que estão mudando resultados de jogos e até resultado final de competições como vimos na Champions League.

A impressão que da é que tudo evoluiu no futebol menos a arbitragem. Infelizmente a grande maioria ainda é amadora e não se dedica cem por cento à arbitragem.

Cada um tem uma profissão ou uma ocupação paralela que muitas vezes acaba interferindo na sua atuação durante uma partida.

O árbitro de vídeo seria essa evolução que todos esperam. Pelo menos é um sinal que estão começando a pensar verdadeiramente nos árbitros.

ÁRBITRO DE VÍDEO ERRA EM FINAL

E olha só o que aconteceu na final do Campeonato Australiano de Futebol. O campeão foi o Melbourne Victory, que bateu o Newcastle Jets por 1 a 0. O gol do título saiu na bola aérea: cobrança de falta levantada na área, desviada e completada para o gol.

O problema foi que o desvio se deu por um jogador em posição de impedimento. A arbitragem não notou a irregularidade, e o VAR (árbitro de vídeo) também não ajudou, de modo que o lance foi validado e veio a decidir o título.

Após o erro, a Federação Australiana de Futebol veio a público explicar a situação.

"Nesta ocasião, a tecnologia falhou e os ângulos necessários [para julgar o impedimento] não ficaram disponíveis", admitiu a entidade que vai investigar o que ocasionou a falha técnica.

Nesse tipo de lance o assistente quando está em duvida não pode levantar a bandeira e deve solicitar auxilio do árbitro de vídeo depois da jogada concluída.

FLÁVIO GUERRA
Tenho 37 anos e sou professor de Educação Física desde 1999 e hoje trabalho como Diretor de Unidade na Fundação Casa em Campinas, onde iniciei em 2008 como agente educacional dando aulas de educação física para os adolescentes. Com 15 anos de idade comecei a apitar futebol amador em Penápolis minha
Veja perfil completo
Veja todos